sexta-feira, 1 de setembro de 2017

'Quando eu tinha 210 kg, queria morrer logo', diz João Gordo
sexta-feira, setembro 01, 2017


O vocalista e apresentador João Gordo reviveu os momentos difíceis de sua vida durante entrevista ao programa "Conversa com Bial", da última quinta-feira (31). Ele revelou que tentava se matar com o uso de drogas pesadas.

"Quando eu tinha 210 quilos, eu queria morrer logo. Usava droga pesada para isso, quase consegui", revelou João Gordo.

O frontman do Ratos de Porão disse que foi salvo por sua atual esposa, Viviana Torrico. "Quando tive uma overdose nos anos 2000, minha esposa se declarou para mim. Assim, ela me salvou. Comecei a ficar com ela e estamos juntos há 16 anos", afirmou.

Ainda durante o bate-papo, João Gordo afirmou que quis lançar sua biografia, "Viva la vida tosca" porque não queria que suas "históricas malucas" fossem contadas por outras pessoas. E falou um pouco sobre o relacionamento familiar.

"O que me pegou muito mesmo foi o relacionamento com meu pai, ele era militar e muito hardcore em casa. Era um quartel vezes cinco. Mas isso me ajuda a manter um relacionamento melhor e mais aberto com meus filhos", disse.

Ronnie Von participou de programa

Ronnie Von também participou do programa e falou sobre a pausa em sua carreira de cantor. "Depois de uma cirurgia de cordas vocais, fiquei temeroso. Fiz tratamento, fono e fiquei legal. Mas teve também as gravadoras, que deram tiro no pé com o jabá, já vi empresário que deu duas BMW e uma casa em Miami (em troca de divulgação do artista). Imagina Picasso pagando para você ter uma obra dele?", disse.

Von afirmou, ainda, que as novas plataformas mudaram demais o mercado musical. "Sou filho de gravadora e, com a internet, esse mercado morreu de vez", comentou.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.