terça-feira, 19 de setembro de 2017

"Chester era um cara tão feliz e divertido", diz Mike Shinoda
terça-feira, setembro 19, 2017


São raras as entrevistas de integrantes do Linkin Park desde que Chester Bennington cometeu suicídio, em julho deste ano. Entretanto, o músico Mike Shinoda quebrou o protocolo e falou sobre o falecido amigo em entrevista à rádio KROQ (transcrição por Blabbermouth).

Shinoda falou, inicialmente, sobre o show-tributo que será realizado em 27 de outubro, no Hollywood Bowl de Los Angeles, nos Estados Unidos. Segundo o músico, a decisão de fazer uma homenagem precisou de algum incentivo.

"Falei com Rick Rubin (produtor) para ter orientação. Ele disse: 'vocês precisam voltar ao palco, será bom, apesar de duro'. Não aparecemos em público nenhuma vez. Ele falou: 'os fãs querem ver vocês, não pelo show, mas pela experiência catártica que precisa acontecer'. Pensei sobre isso. Para alguns dos caras, subir ao palco (sem Chester) é mais assustador do que para outros, mas é o que queremos fazer. É o jeito certo de celebrar Chester", disse.

Durante o bate-papo, Mike Shinoda falou um pouco mais sobre a personalidade de Chester Bennington. "Sei que as circunstâncias de sua morte foram obscuras. E como dissemos na época, a escuridão que ele tinha era como parte do pacote. O que havia de mais especial é que ele usava isso como combustível para muitas coisas positivas. No geral, ele era um cara tão feliz e divertido. Quando chegava a algum lugar, havia uma energia positiva e divertida. É o que queremos desse show", afirmou.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.