sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Bruce Dickinson se incomodou com reação machista ao seu câncer
sexta-feira, outubro 20, 2017


O vocalista do Iron Maiden, Bruce Dickinson, demonstrou incômodo com a reação que parte da mídia teve após ter sido revelado que ele lutou contra um câncer na língua no fim de 2014. O cantor, já curado da doença há algum tempo, conversou sobre o assunto em entrevista à iNews.

Na época em que a doença foi revelada, Bruce Dickinson disse que foi vítima de certo desprezo de alguns veículos de comunicação depois que se tornou público que o HPV (papilomavírus humano) causou o câncer. Algumas pessoas associaram a doença à prática de sexo oral - o que nem sempre procede.

"Minha reação foi tipo: 'mesmo?'. Se sua mulher ou filha estivesse com câncer cervical, você sairia por aí dizendo pra todos que ela era promíscua?", questiona Bruce. "É vergonhoso. Mas como são homens, as pessoas acham que podem (fazer piada e) sair de boa", afirmou.

Apesar de ter superado o câncer sem sequelas, Bruce Dickinson também contou que o tratamento para o câncer de língua é muito doloroso. "Falei com muitos que passaram pela mesma coisa e fizeram o mesmo procedimento que eu e embora todos tenham tido um bom resultado, um ou outro passou por momentos horríveis, muito piores que eu", afirmou.

O cantor destacou que existe uma "epidemia" deste tipo da doença. "Isto está acontecendo com homens em todo o mundo. Há uma epidemia, e as pessoas meio que não dão atenção. Todos sabem sobre câncer cervical, mas ninguém se informa sobre este outro câncer, que é a mesma coisa", disse.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.