sábado, 7 de outubro de 2017

Para Gene Simmons, AC/DC pode seguir sem Brian Johnson
sábado, outubro 07, 2017


O vocalista e baixista do Kiss, Gene Simmons, deu a sua opinião sobre formações de grandes bandas em entrevista a Mitch Lafon (transcrição por Blabbermouth). O músico disse, por exemplo, que o AC/DC pode seguir sem Brian Johnson, afastado devido a problemas auditivos.

"As pessoas pensam de forma finita. Dizem: 'AC/DC não pode existir sem Bon Scott'. Na verdade, podem. 'Eles não podem existir sem Brian (Johnson)'. Não, na verdade, eles podem. Axl (Rose) fez um bom trabalho", disse Simmons.

Outro exemplo citado por Gene Simmons foi o Van Halen. "E o Van Halen - que eu descobri - 'não pode existir sem David Lee Roth'. Na verdade, eles ficaram ainda maiores com Sammy Hagar", afirmou. E Simmons poderia citar o próprio Kiss, visto que a banda segue com uma formação alternativa - Tommy Thayer na guitarra e Eric Singer na bateria - desde o início da década.

Para Gene Simmons, essas regras "significam muito pouco". "Fãs continuarão discutindo entre eles - 'eu gosto disso', 'você gosta de preto, eu gosto de vermelho'. Isso é legal. Mas uma banda é algo dinâmico. Respira, tem vida e tem qualidade graças às pessoas envolvidas. Como em qualquer relação, seja casamento ou amizade, um jogo de futebol ou uma banda, só é bom graças a quem está envolvido", disse.

- Veja também: O AC/DC deve mesmo continuar?
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.