segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Daron Malakian lamenta morte de Charles Manson e é criticado na web
segunda-feira, novembro 20, 2017


O guitarrista Daron Malakian, do System Of A Down, afirmou estar triste com o falecimento de Charles Manson. O assassino em série faleceu no último domingo (19), aos 83 anos, devido a causas naturais.

"Muito triste por ouvir as notícias sobre a morte de Charles Manson. Durante o tempo em que compus o disco 'Toxicity', as entrevistas e a música de Manson me influenciaram muito como artista", contou Daron.

Malakian afirmou, ainda, que intitulou uma das músicas como "ATWA" graças à organização ambiental fundada por Manson. "Meu interesse era na forma como ele articulava seus pensamentos e suas opiniões sobre a sociedade, não nos assassinatos", disse.

Na publicação, Daron também mostrou uma pintura, feita por seu pai, sob a temática "Charles Manson". A arte foi usada para a capa do single "Fucking", da banda Scars Of Broadway, lançado em vinil de forma limitada.

Críticas e justificativa

Daron Malakian recebeu dezenas de críticas por parte de seus seguidores devido à publicação. Muitos o acusaram de exaltar um assassino.

Em resposta, Daron disse: "Se tudo o que você sabe sobre Manson é o que foi vendido pela mídia, não o culpo por comentários negativos. Mas o outro lado de Manson é que ele foi um compositor, cuja música 'Look At Your Game' foi regravada pelo Guns N' Roses. Manson também tinha pontos de vista muito válidos sobre a sociedade e o meio ambiente, que mesmo alguns de vocês, que estão me chamando de repugnante, não discutiriam se analisassem suas entrevistas. Eu diria que você seriam os desagradáveis se não concordassem com ele em alguns desses tópicos. Se Manson fosse apenas um idiota que matasse pessoas, ele não me inspiraria de forma alguma. Eu não repito assassinatos ou assassinos de qualquer forma! Manson foi um gênio que podia articular seus pensamentos de maneiras muito inteligentes. Esse foi o Manson que me inspirou como artista. Para todos vocês que dizem estar felizes por sua morte e que ele deveria queimar em seu inferno imaginário, sintam vergonha de vocês mesmos. Seus pensamentos são tão ruins quanto os dos assassinos que vocês tanto odeiam".

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.