sábado, 18 de novembro de 2017

Feminismo de Kurt Cobain inspirou Nirvana 'só com cantoras' no Rock Hall
sábado, novembro 18, 2017


Os membros remanescentes do Nirvana realizaram uma reunião na edição de 2014 do evento do Rock And Roll Hall Of Fame. Na ocasião, a banda foi induzida e homenageada, com espaço para uma performance especial.

O baterista Dave Grohl e o baixista Krist Novoselic convidaram diversas cantoras para assumir os vocais que seriam de Kurt Cobain, falecido em 1994. E a presença exclusiva de mulheres no posto chamou a atenção de parte do público.

Em entrevista ao site da Red Bull, Dave Grohl explicou o motivo pelo qual somente vocalistas mulheres participaram do show. "Kurt era feminista. E alguém sugeriu Joan Jett. Ela é a primeira-dama do rock and roll. Então, alguém disse: 'e Kim Gordon?'. Kurt e ela eram grandes amigos, eles se adoravam e Sonic Youth foram nossos heróis. 'Sim, vamos chamar Kim'", contou Grohl.

- Veja também: 5 projetos que seriam reais se Kurt Cobain não tivesse morrido

Entre as cantoras convidadas, a participação de Lorde também chamou a atenção. E foi uma proposta do próprio Dave Grohl. "Ela foi uma ideia minha. A música 'Royals' é uma pequena revolução em um mar de m*rda", afirmou.

Veja, a seguir, alguns vídeos do show realizado em 2014, na cerimônia de indução do Rock And Roll Hall Of Fame.

"Smells Like Teen Spirit" (com Joan Jett):



"Aneurysm" (com Kim Gordon):



"All Apologies" (com Lorde e Joan Jett):



"Lithium" (com St. Vincent):

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.