quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Em raro depoimento, Vinnie Vincent diz amar Gene Simmons 'como irmão'
quinta-feira, novembro 30, 2017


Em uma rara declaração à imprensa, o guitarrista Vinnie Vincent teceu elogios aos seus ex-colegas de Kiss, Gene Simmons e Paul Stanley - com foco, justamente, em Simmons, que havia dito, dias antes, que nunca trabalharia com Vincent novamente. O depoimento foi oferecido ao site Blabbermouth.

Vinnie, que substituiu Ace Frehley entre os anos de 1982 e 1984, disse que "ama e respeita Gene Simmons como um irmão". "Tenho apenas as ótimas memórias por ter trabalhado com ele e Paul Stanley. Tínhamos uma química muito especial. Fizemos uma banda incrível e a mágica que fazíamos juntos é atemporal", afirmou.

Vincent disse, ainda, sentir "orgulho" das músicas compostas para discos como "Creatures Of The Night", "Lick It Up" e "Revenge" - no último, contribuindo apenas como co-autor -, que, segundo ele, "tornaram-se clássicos do Kiss e são pilares dos shows atualmente". "Trouxemos alegrias aos fãs com performances e músicas que seguirão vivas", pontuou.

O guitarrista aproveitou para promover a sua primeira aparição pública em pelo menos duas décadas, na Atlanta Kiss Expo, entre os dias 19 e 20 de janeiro de 2018, nos Estados Unidos. Segundo ele, sua presença no evento tem o intuito de "celebrar o Kiss, abraçar nossa música e nossa época e compartilhar boa vontade com os fãs". "Por tudo isso, desejo apenas o melhor a Gene e Paul", afirmou.

A declaração de Vinnie Vincent serviu, praticamente, como uma resposta ao que Gene Simmons disse em entrevista ao The Aquarian. "Ele (Vinnie) é um cara muito talentoso. Todos têm problemas na vida, não dá para corrigir tudo. Sou um grande apoiador de seu talento - vá com Deus, aproveite a vida, seja feliz. Mas não preciso de mais nuvens escuras sobre minha vida", afirmou Gene, após ser questionado se trabalharia com Vinnie Vincent novamente.

Apesar do amor declarado, Vinnie Vincent acumula derrotas judiciais para Gene Simmons e Paul Stanley. Ele pediu royalties pelas contribuições de "Lick It Up", mas acabou sendo derrotado e teve que pagar US$ 66 mil em honorários e US$ 15 mil em outros custos. Após contribuir com "Revenge", o músico exigiu direitos autorais fora do combinado por contrato, contudo, a decisão judicial também não foi favorável. Em 2010, Vincent perdeu uma tentativa de recurso onde buscava proteção de falência para não ter que pagar mais de US$ 81 mil a Simmons e Stanley.

- Leia também: Os últimos anos de Vinnie Vincent, ex-guitarrista do KISS
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.