quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Lars Ulrich detalha como é compor junto de James Hetfield no Metallica
quarta-feira, dezembro 13, 2017


O baterista Lars Ulrich revelou, em entrevista a Andy Hall (transcrita pelo Ultimate Guitar), como é o processo de composição das músicas do Metallica. Geralmente, as canções são feitas por ele e pelo vocalista e guitarrista James Hetfield.

"Mesmo no começo, encontramos uma forma de deixar os egos de lado quando estávamos compondo. Não era como: 'esse é o território do baterista e aquele é o do guitarrista'. Havia essa coisa aberta acontecendo entre nós e nossos instrumentos, o que nos levou a um processo incomum, mas a uma abordagem mais forte", afirmou.

O músico destacou que é difícil "articular e intelectualizar" muito o processo, mesmo quando se faz isso por 35 anos. O motivo? "Não sei como as outras pessoas trabalham", disse Lars, que só integrou o Metallica até hoje em toda a sua carreira.

Durante o bate-papo, Lars também falou sobre as diferenças no processo criativo do clásisco "Master Of Puppets" (1986) com o recente "Hardwired...To Self-Destruct" (2016). "Na época, éramos menos prolíficos. Basicamente, fizemos oito músicas. Em 'Hardwired', começamos com centenas de ideias e enxugamos para 20 ou 30. Então, o disco chegou a 10 faixas. Quando fizemos 'Master Of Puppets', eram 10 ideias que se tornaram seis ou sete canções", afirmou.

Ulrich resumiu dizendo que, antes, a banda trabalhava até ter mais material para um disco; hoje, o esforço é para 'enxugar' e ter só as melhores ideias. "Somos bem mais prolíficos agora do que éramos antes. É uma época diferente, assim como era diferente antes. Nenhuma fase é melhor ou pior. Mas quando penso naquela época, foi como se tudo caminhasse tão rápido", disse.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.