sábado, 16 de dezembro de 2017

Mötley Crüe não acabou de forma amigável, diz Nikki Sixx
sábado, dezembro 16, 2017


O baixista Nikki Sixx destacou, em entrevista à Metal Hammer, que o Mötley Crüe chegou ao seu fim de uma forma não muito amigável. A banda encerrou suas atividades na transição de 2015 para 2016, após uma longa turnê de despedida.

Ao ser questionado se mantém contato com os ex-colegas de banda, Nikki Sixx respondeu: "Bem, faz um tempo (que não os vejo). A banda realmente não acabou de forma tão amigável".

O músico sugeriu o possível motivo da discordância. "Sempre fui do tipo de pessoa que quer criar arte. E há músicos que não querem gravar discos mais, porque não ganham dinheiro a partir deles. Não entendo essa atitude e acho que alguns caras do Mötley têm uma ideia diferente de mim sobre isso", afirmou.

Apesar disso, Sixx se diz grato pela sua carreira e até pela forma que o Mötley saiu de cena. "Sabe, encerrar nossa carreira tocando 'Home Sweet Home' no Staples Center, em nossa cidade natal. É uma maneira inacreditável de sair", disse.

Questionado se sente falta dos "dias acelerados" do Mötley Crüe, Sixx respondeu: "Acho que foram dias incríveis, mas tenho muito mais coisas acontecendo na minha vida agora que olhar para trás e tentar recriar aquilo seria um pouco triste".
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.