sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Filho de Slash comenta reunião do Guns e corneta 'Chinese Democracy'
sexta-feira, janeiro 05, 2018


London Hudson, filho do guitarrista Slash, concedeu uma entrevista ao podcast Appetite For Distortion e comentou sobre a volta do pai e do baixista Duff McKagan ao Guns N' Roses. O jovem de 15 anos também falou sobre sua banda, o Classless Act, e sua decisão em tocar bateria em vez de guitarra.

Segundo London, Slash está "muito feliz" em "poder tocar com as pessoas que ama". "É legal, porque não me lembro de muitas coisas do Velvet Revolver. Então, vê-lo assim em uma banda e vê-lo animado a cada show é muito legal. Ele fica nervoso antes dos shows e passa 20 minutos sozinho antes de cada um deles", disse.

Durante o bate-papo, London Hudson também aproveitou para tirar um leve sarro de "Chinese Democracy", único disco do Guns N' Roses a ser gravado sem Slash. "Nunca o ouvi de fato até escutar ao vivo, como a música 'Chinese Democracy', que me fez prestar atenção na faixa. Há muito tempo, não sabia sobre esse álbum. Quer dizer, você vê as pessoas usando camisetas do 'Appetite' e do 'Use Your Illusion', não de 'Chinese Democracy'", afirmou.

Sobre a decisão em tocar bateria em vez de guitarra, London Hudson disse que optou por isso para não ficar na sombra de seu pai. "Queria fazer algo diferente. Fui no Guitar Center com meu pai, comecei a tocar uma bateria que tinham lá e gostei muito", disse.

Ouça a entrevista na íntegra (em inglês):

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.