quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Rick Springfield pensou em cometer suicídio em 2017
quarta-feira, janeiro 17, 2018


O músico Rick Springfield pensou em cometer suicídio no ano de 2017. A informação foi revelada pelo próprio, em entrevista à rádio Sirius XM.

"No ano passado, estive muito próximo disso", disse Springfield. Ele complementou com seu parecer diante dos suicídios de Chris Cornell e Chester Bennington. "Eu não pensei: 'ugh, isso é terrível'. Pensei: 'eu entendo isso'. Entendo como é estar perdido e obscuro daquela forma", afirmou.

Springfield convive com a depressão desde sempre e tentou suicídio quando tinha 17 anos. Hoje, segundo ele, a doença está "viva e bem" dentro dele. "Todos perguntam: 'como você está?'. Eu nunca respondo: 'ótimo'. É mentira. Digo: 'estou ok, você sabe, estou ali'. Às vezes, falo: 'horrível, tive um dia terrível'. Daí, respondem: 'legal, cara, eu também'. Sequer escutam o que você fala. Todos temos uma frente social e isso faz com que eu me sinta um mentiroso quando chego em casa, me olho no espelho e digo: 'você disse que tudo está bem e você se sente ótimo?'", disse.

O suicídio é, inclusive, abordado em seu novo disco, "The Snake King", que sai em 26 de janeiro. Uma das faixas recebeu o título "Suicide Manifesto". "Quero fazer o que é verdadeiro. Há muitas músicas que eu não faria agora por não serem verdadeiras", afirmou. Ele cita, por exemplo, seu hit "Jessie's Girl". "Eu tinha 29 anos quando a fiz e estava solteiro. Tinha coisas diferentes para me preocupar além de transar", pontuou.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.