terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Significado de 'Fade To Black', do Metallica, sempre muda para James Hetfield
terça-feira, fevereiro 13, 2018


O frontman do Metallica, James Hetfield, falou sobre duas baladas compostas pela banda no passado: "Fade To Black" e "The Unforgiven". Para o vlog So What (transcrição via Ultimate Guitar), ele afirmou que tais músicas passam por metamorfoses constantemente em sua concepção.

"Músicas como 'Fade To Black' ou 'The Unforgiven' são músicas que passam por metamorfoses. Elas mudam constantemente para mim. Quando 'Fade To Black' foi feita, era real. Era como: 'odeio a vida, nosso equipamento foi roubado, não podemos viver nosso sonho'. E, claro, quando Cliff (Burton) ou alguém importante nas nossas vidas morre, essa música aparece. Como Chris Cornell, Dio... a morte de alguém dá uma nova vida à música para mim", afirmou.

Ainda sobre "Fade To Black", James Hetfield disse que, uma vez, quando olhou para a plateia enquanto a tocava, uma pessoa estava em prantos. "Era uma menina jovem, com cabelos longos e escuros, estava em lágrimas. Eu estava preso ao suporte do violão, mas queria ir até lá e, sei lá, abraçá-la mentalmente. Sabe, piscar e dizer: 'vai ficar tudo bem'", revelou.

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.