sábado, 24 de março de 2018

Blaze Bayley diz que Bruce Dickinson sempre apoiou sua carreira solo
sábado, março 24, 2018


O vocalista Blaze Bayley revelou, em entrevista ao Total Rock Radio (transcrição via Blabbermouth), que Bruce Dickinson sempre apoiou sua carreira solo e que o conhecia há muito tempo. Bayley foi frontman do Iron Maiden durante a ausência de cinco anos de Dickinson, entre 1994 e 1999.

"Conheço Bruce há muito tempo. E antes do Iron Maiden, estávamos em Nova York tocando com o Wolfsbane e Bruce apareceu, nos comprou cerveja e, desde então, mantivemos contato. Quando estive no Maiden, Bruce apoiou, assim como após eu ter saído, quando apoiou minha carreira solo", afirmou.

O apoio de Bruce Dickinson se estende até os dias de hoje, segundo Blaze Bayley. "Ele me deu muita força no meu último disco ('The Redemption of William Black - Infinite Entanglement Part III', lançado neste ano), pois eu queria fazer um clipe de uma música chamada 'Escape Velocity' e o refrão é 'I will fly' ('eu vou voar'). Pensei em usar um simulador de voo: 'e quem eu conheço (que pode ajudar)?'. Falei com Bruce e ele me deixou usar um dos simuladores de voo de sua empresa. Isso me custaria uma fortuna se eu tivesse que comprar e ele me deixou usar o dia todo para o clipe. Foi incrível, fantástico. Muito solidário", disse.

E se Blaze Bayley tivesse ficado para mais um disco com o Iron Maiden?

Por fim, Bayley destacou a conexão que tem com Dickinson. "Sempre que estamos no mesmo lugar, nos cumprimentamos. Há um momento e um olhar entre nós e acho que é algo implícito que nos conecta: 'ali está a outra pessoa que sabe o quão difícil é ser o vocalista do Iron Maiden'", concluiu, aos risos.

Assista ao clipe de "Escape Velocity" abaixo.



Confira a entrevista na íntegra (em inglês e sem legendas).

Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.