terça-feira, 27 de março de 2018

Glenn Tipton evita falar sobre seu futuro papel no Judas Priest
terça-feira, março 27, 2018


Diagnosticado com Mal de Parkinson, o guitarrista Glenn Tipton abriu mão de seu posto na turnê que promove "Firepower", disco mais recente do Judas Priest - a vaga ficou com o produtor Andy Sneap. Diz-se, desde então, que o músico seguirá influente na banda, com colaborações em estúdio e participações em shows quando puder.

Entretanto, em entrevista à SiriusXM Volume, Glenn Tipton disse que não pode dizer, agora, qual será a sua função no Judas Priest a partir de agora. "É uma pergunta que não posso responder. Preciso ver como as coisas seguirão. As medicações estão evoluindo. Cada dia é diferente para mim - em alguns dias, é pior; em outros, é melhor. Mas não quero comprometer a melhor banda de heavy metal do mundo. Então, para estar no lado seguro, Andy está lá agora e o que será, será. É tudo que posso dizer", afirmou.

- Resenha: 'Firepower' traz Judas Priest renovado, pesado e com qualidade

Tipton pontuou, ainda, que pode seguir colaborando com o Priest, mas que vai depender dos "deuses do metal". "Amo essa banda, tem sido a minha vida. E, talvez, eu faça mais algumas composições e gravações - talvez, até, mais algumas turnês. É uma pergunta sem resposta, sério. Está nas mãos dos deuses do metal", disse.

Também presente na entrevista, Rob Halford complementou: "Você deve ser um batalhador. Leva uma eternidade para que eu saia da cama. A p*rra das minhas costas! Mas você sai. Você faz o que se deve fazer. É como qualquer coisa na vida". Ele destacou, ainda, que Glenn Tipton tem consciência de que outras pessoas passam por dificuldades maiores que a dele. "É a filosofia correta a se ter", afirmou.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.