sexta-feira, 27 de abril de 2018

Steve Perry prometeu nunca mais voltar ao Journey se seguissem sem ele
sexta-feira, abril 27, 2018


O vocalista Steve Perry prometeu nunca mais voltar ao Journey caso a banda seguisse sem ele, em 1998, na turnê que promoveria o álbum "Trial By Fire" (1996). E, de certo modo, o juramento foi levado bastante a sério - até mesmo na cerimônia de indução do grupo ao Rock And Roll Hall Of Fame, em 2017, Perry não cantou com seus colegas.

A revelação foi feita pelo tecladista Jonathan Cain, em sua biografia "Don't Stop Believin': The Man, the Band and the Song That Inspired Generations", que será lançada no próximo dia 1° de maio. Trechos divulgados pelo site da revista Rolling Stone trazem o cenário que envolveu o hiato do Journey, no fim da década de 1980 - motivado, especialmente, por Perry -, e a saída do cantor, já no fim dos anos 1990, após ele sofrer uma lesão no quadril.

Journey: em 1991, o último show com Steve Perry

O hiato, entre 1987 e 1995, foi causado não só pelo cansaço dos integrantes do Journey, como também pela opinião de Steve Perry a respeito da sequência da banda. Segundo Jonathan Cain, Perry disse: "Pessoal, acabou. Não podemos ficar maiores. Se continuarmos, vamos acabar como uma banda nostalgia de rock clássico. Vamos acabar nos tornando apenas uma lembrança, uma sombra do que éramos".

O Journey realmente interrompeu suas atividades por quase 10 anos, até retornar - com direito à volta do baixista Ross Valory e do baterista Steve Smith - e lançar o disco "Trial By Fire", em outubro de 1996. Uma turnê havia sido marcada para a metade de 1997, mas Steve Perry afirmou que não excursionaria devido ao problema em seu quadril, que demandaria uma cirurgia.

Após ter implorado para que a banda não excursionasse com outro vocalista sob o nome do Journey, Steve Perry disse, segundo Jonathan Cain: "Façam o que quiserem, mas não chamem de Journey. Chame a banda de qualquer outra coisa. Não rachem a pedra. Acho que não posso voltar se vocês a quebrarem".

Como se sabe, o Journey optou por seguir sem Steve Perry. O vocalista Steve Augeri (Tall Stories, Tyketto) assumiu a vaga e permaneceu até 2006, quando foi substituído, em 2007, por Arnel Pineda. Perry, por sua vez, se mantém recluso desde o ocorrido.

* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.