sexta-feira, 6 de abril de 2018

Procon autua T4F em R$ 970 mil por 'práticas abusivas' no Lollapalooza 2018
sexta-feira, abril 06, 2018


Conforme publicado pelo UOL, o Procon de São Paulo autuou a Tickets For Fun (T4F), produtora do festival Lollapalooza Brasil 2018, em R$ 970.986,67. O valor foi cobrado por "práticas abusivas e falta de informações essenciais" durante o evento, ocorrido entre 23 e 25 do último mês, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP).

O Procon de São Paulo compreendeu que proibir a entrada de pessoas com copos d'água lacrados é uma prática abusiva, por "tirar o direito de escolha do consumidor".

O órgão também entendeu como "vantagem excessiva", por "repassar ao consumidor um custo inerente à atividade", a cobrança de uma taxa de 5% para resgatar o saldo remanescente da pulseira Lolla Cashless, que permitia a compra de produtos no local. Ainda segundo o Procon, faltaram informações sobre o reembolso de saldo excedente nos postos de recarga.

Ao UOL, a T4F disse que não vai se pronunciar sobre o assunto.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.