segunda-feira, 30 de abril de 2018

Vinnie Vincent revela as músicas que traria ao Kiss após 'Lick It Up'
segunda-feira, abril 30, 2018


Em entrevista ao podcast "Decibel Geek" (transcrição via SleazeRoxx), o guitarrista Vinnie Vincent falou sobre as músicas que pretendia apresentar ao Kiss após a gravação de "Lick It Up" (1983). O álbum em questão foi o último a contar com o músico antes de sua tumultuada saída, no início de 1984.

Vincent contou que havia feito sete músicas para o álbum posterior a "Lick It Up" - que acabou se tornando "Animalize" (1984), gravado com Mark St. John na guitarra. Algumas das composições foram parar no primeiro álbum do Vinnie Vincent Invasion, lançado em 1986.

- Em 1983, o deslocado primeiro show do Kiss sem máscaras

"Havia sete músicas compostas e acho que eram 'Do You Wanna Make Love', 'Animal', 'Twisted', 'No Substitute', 'Shoot U Full Of Love' e 'Boyz Are Gonna Rock'. E 'Baby-O' foi uma música que fiz antes, mas estava a desenvolvendo e ainda fazia parte do pacote", afirmou.



O guitarrista conta que deixou de fazer parte do Kiss após problemas em seu contrato. "Algumas coisas aconteceram e não conseguimos chegar a um acordo comercial. E eu esperava, realmente, que conseguíssemos, porque conforme minhas músicas ficassem mais coesas, realmente pensei que formariam um grande disco do Kiss, sabe", disse.



Vincent destacou que o Kiss estava "realmente pronto" na época em que era um dos integrantes. "Estávamos no topo após 'Lick It Up' e a turnê. Estávamos realmente chegando ao que éramos naquela época", afirmou.

* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.