Bon Scott morreu de overdose de heroína, garante novo livro


Um trecho do novo livro de Jesse Fink sobre a história de Bon Scott, vocalista do AC/DC, afirma que o cantor morreu de overdose de heroína, e não por "envenenamento alcoólico agudo", como consta no atestado de óbito. A obra, intitulada "Bon: The Last Highway - The Untold Story Of Bon Scott And AC/DC's Back In Black", será lançada em novembro em diversos países, incluindo o Brasil.

Conforme apontado pelo site News.com.au, o livro afirma que a morte de Bon Scott envolveu o uso de heroína. Na noite em que faleceu, ele estava acompanhado de outros amigos viciados na mesma droga. "Basicamente, ele teve uma terceira overdose e nessa ocasião ele foi pego, é a conclusão que tiro", afirmou o autor da obra.

- Veja também: E se Bon Scott não tivesse morrido em 1980?

Outros dois livros lançados anteriormente, por biógrafos diferentes, afirmam que Bon Scott tinha problemas com heroína desde os primórdios do AC/DC. Segundo as obras, Scott sofreu duas overdoses de heroína na Austrália, em 1975 e 1976.

Bon Scott faleceu em 19 de fevereiro de 1980, aos 33 anos. O AC/DC considerou encerrar as atividades após o falecimento do cantor, mas o grupo decidiu seguir com Brian Johnson.
Bon Scott morreu de overdose de heroína, garante novo livro Bon Scott morreu de overdose de heroína, garante novo livro Reviewed by Igor Miranda on terça-feira, outubro 31, 2017 Rating: 5