Após estupros em shows, festival só para mulheres ganha força na Suécia


As denúncias de estupro e assédio em festivais na Suécia motivaram uma comediante, chamada Emma Knyckare, a promover um evento de música somente para mulheres. Ela criou uma campanha de financiamento coletivo para buscar apoio e a adesão surpreendeu: mais de três mil pessoas demonstraram gostar do projeto o valor obtido ultrapassa 500 mil coroas suecas (cerca de R$ 200 mil).

A situação ficou insustentável em festivais na Suécia após terem sido registrados quatro estupros e 23 denúncias de abuso sexual na edição deste ano do Bravalla, que foi realizada entre junho e julho. O evento, que recebeu bandas como The Killers, Prophets Of Rage, Linkin Park e System Of A Down, teve a sua realização cancelada para 2018 após as ocorrências.

De acordo com Emma Knyckare, o valor obtido com o financiamento coletivo será utilizado para cobrir os custos do festival, batizado de Stetement Festival e com realização prevista para o inverno de 2018 (verão no Hemisfério Norte). Além dos artistas, será necessário bancar segurança e aluguel do local e de equipamentos. "Em festivais de música, todo mundo deveria se sentir seguro. Isso soa óbvio, certo? Mesmo assim, ano após ano, festivais de música em todo o mundo nos mostra o oposto", diz parte do texto da ação.

Clique aqui para acessar a proposta de financiamento coletivo
Após estupros em shows, festival só para mulheres ganha força na Suécia Após estupros em shows, festival só para mulheres ganha força na Suécia Reviewed by Igor Miranda on quinta-feira, outubro 12, 2017 Rating: 5