Para viúva de Chester, suicídio de Cornell o impediria de se matar


Talinda Bennington, viúva do falecido vocalista do Linkin Park, Chester Bennington, disse que se surpreendeu completamente com o suicídio dele, em julho de 2017. Durante o evento Canadian Event Safety Summit, realizado no fim de janeiro, ela afirmou ter acreditado que o fato de Chris Cornell, vocalista do Soundgarden, ter se matado meses antes seria capaz de tirar qualquer pensamento suicida da cabeça de Chester.

"Vimos um grande amigo nosso, o Chris Cornell, suicidar-se. E eu senti que, ao ver pelo que Vicky (Cornell, viúva) e os filhos dele passaram, isso nunca aconteceria (com Chester)", afirmou Talinda durante o evento.

A viúva do cantor destacou que, embora ele tenha tentado se matar em outras ocasiões, o suicídio a surpreendeu muito. "Ele já havia tentado suicidar-se, mas pensei que fosse porque, na época, era alcoólatra. Fui ingênua ao pensar que estávamos a salvo", disse.

Ela pontuou, também, que a ligação que recebeu com a informação do suicídio de Chester Bennington foi "modificadora de vidas". "As vidas das minhas crianças mudaram para sempre. Durante a viagem (do Arizona até Los Angeles, onde Chester se matou), sabia que tinha que entrar na casa onde meu marido tirou sua vida e normalizar aquilo para minhas crianças, pois responderiam à forma que eu reagiria. Entrei em paz e fiz aquilo da forma mais normalq ue consegui. E foi o início da minha jornada onde faço o que posso para normalizar a saúde mental", afirmou.

O evento, que também reuniu Anna Shinoda (esposa de Mike Shinoda) e Jim Digby (da equipe do Linkin Park), foi transmitido ao vivo e pode ser conferido, em inglês e sem legendas, no player de vídeo a seguir.

Para viúva de Chester, suicídio de Cornell o impediria de se matar Para viúva de Chester, suicídio de Cornell o impediria de se matar Reviewed by Igor Miranda on segunda-feira, fevereiro 05, 2018 Rating: 5