quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Seria Trump a 'selva' atual do clipe de 'Welcome To The Jungle', do Guns N' Roses?
quinta-feira, fevereiro 22, 2018


O diretor Nigel Dick falou, em entrevista ao site GNRCentral, sobre os vídeos do Guns N' Roses que gravou no fim da década de 1980. Ele foi o responsável pelos clipes de "Welcome To The Jungle", "Sweet Child O' Mine", "Paradise City" e "Patience", além de um registro de "It's So Easy", que acabou não sendo lançado.

Dick comentou que as histórias dos clipes sempre foram apresentadas a ele por Alan Niven, então empresário do Guns N' Roses. "Meu trabalho era fazer funcionar. Acho que a reação deles (integrantes da banda) comigo era tomar direção a partir de mim e fazer o que deveria ser feito, para que pudessem ir embora e farrear em algum lugar", disse.

Nigel foi questionado, ainda, sobre qual seria a "jungle" (a "selva") do clipe de "Welcome To The Jungle" caso fosse regravado nos dias de hoje. "Agora, eu escolheria Trump na TV gritando insanidades", disse o diretor.



O diretor também que não se surpreendeu pelo fato da MTV ter se recusado, inicialmente, a exibir o clipe de "Welcome To The Jungle". "Não foi o meu primeiro vídeo a ser banido, nem o último", afirmou.

Em outro momento do bate-papo, Nigel Dick foi perguntado sobre a cena de abertura do clipe de "Welcome To The Jungle". "Ela foi gravada em La Brea (sítio de asfalto no centro da cidade de Los Angeles), em algum lugar da 4th Street, eu acho. E, sim, Izzy (Stradlin, guitarrista) era o traficante", disse.

- Apoio da gravadora foi crucial no início do Guns N' Roses; entenda

O cineasta destacou, ainda, que sua relação com Axl Rose não era das melhores. "Dias após uma das gravações, encontrei Axl em um estacionamento, disse 'oi' e estendi a mão. Ele passou sem dizer uma palavra. Isso continua sendo a minha impressão permanente sobre a proximidade de nossa relação de trabalho", disse.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.