segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Formação atual é a melhor que o Rainbow já teve, diz Blackmore
segunda-feira, fevereiro 26, 2018


O guitarrista Ritchie Blackmore disse que a formação atual do Rainbow é a melhor que a banda já teve em sua história. A declaração foi dada em entrevista à revista Eclipsed, em sua edição de fevereiro de 2018. O grupo é composto, hoje, por Ronnie Romero nos vocais, Jens Johansson nos teclados, David Keith na bateria e Bob Nouveau no baixo, além das backing vocals Candice Night e Lady Lynn e, claro, de Blackmore nas seis cordas.

"Vou dizer algo que vai desapontar vários fãs de Cozy Powell (ex-baterista, falecido) e (Ronnie James) Dio (ex-vocalista, também falecido), mas é como penso: essa formação é a melhor que o Rainbow já teve. Por outro lado, estou sempre no presente, dentro e fora do palco, o que significa que sempre amei a formação atual de cada banda que integrei", disse.

Blackmore destacou, ainda, que é "mais inspirador tocar com músicos desconhecidos", em vez de dividir palco com artistas já estabelecidos. "É muito divertido tocar com essa banda. Os outros caras estão ficando cada vez mais confiantes. E Ronnie Romero é umc antor fantástico. Por outro lado, estou feliz por tocar para todos os fãs que cresceram com minhas músicas antigas. Os shows em grandes halls e arenas estão com ingressos quase ou completamente esgotados", afirmou.



'Mais ensaio'

Durante o bate-papo, Ritchie Blackmore também admitiu que não estava em seu melhor momento durante os primeiros shows de reunião do Rainbow, realizados em 2016.

O músico começou falando sobre o vocalista Ronnie Romero, que, segundo ele, é "um ótimo performer" e "dá liberdade para que os demais se concentrem no que estão fazendo". Depois, comentou sobre técnica na guitarra: para ele, não é mais importante tocar várias notas por segundo.

"Até algum tempo atrás, pensava que era importante ser ágil na guitarra e algumas das músicas precisavam de velocidade. No entanto, em algum ponto da minha carreira, soube que não queria ir de A até B com todas as notas que fossem possíveis. Hoje, penso que menos é mais", disse.

Em seguida, Blackmore admitiu que não tocou bem nos shows que marcaram o retorno do Rainbow e confessou, ainda, que a banda, como um todo, poderia ter se preparado melhor. "Olhando para nossos primeiros shows (em 2016), penso que deveríamos ter ensaiado um pouco mais e os shows seriam bem melhor. Também penso que não toquei tão bem todas as músicas", afirmou.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.