Snake não quer comentar Bach no Skid Row: 'é como falar da ex de 20 anos atrás'


O guitarrista Dave "Snake" Sabo disse, em entrevista ao site Overdrive, que conversar sobre o vocalista Sebastian Bach, ex-integrante de sua banda, o Skid Row, é como "falar da ex de 20 anos atrás". Bach não faz mais parte do grupo desde 1996 e, a partir de então, sua vaga foi assumida por Johnny Solinger (1999 a 2015), Tony Harnell (2015) e, atualmente, por ZP Theart (desde 2016).

Snake fez seu depoimento após ser questionado, pela enésima vez, sobre uma possível reunião com Sebastian Bach. "Não ignoro nosso passado, de forma alguma, porque foi o que nos colocou aqui. No entanto, vamos nos concentrar no presente. É como falar sobre uma ex-namorada com quem você saiu 20 anos atrás. Por que se incomodar? Quero seguir em frente e me concentrar nas coisas que faço ou estou prestes a fazer", afirmou.

- Leia: Guitarrista revela por que reunião do Skid Row não aconteceu

Segundo o guitarrista, o Skid Row está trabalhando no terceiro EP da trilogia "United World Rebellion" - os capítulos 1 e 2 foram lançados em 2013 e 2014, respectivamente, e contaram com Johnny Solinger nos vocais. Agora, as gravações serão feitas com ZP Theart. Não há previsão de lançamento até o momento.

"Rachel (Bolan, baixista) estamos em Nashville, onde Rachel tem um estúdio. Estamos trabalhando em coisas de pós-produção", afirmou. De acordo com Snake, a produção deve ser assumida por Michael Wegener, que trabalhou nos dois primeiros discos do Skid Row - o debut autointitulado, de 1989, e "Slave To The Grind", de 1991. "Ele está disposto, então, precisamos fazer com que as agendas funcionem", disse.
Snake não quer comentar Bach no Skid Row: 'é como falar da ex de 20 anos atrás' Snake não quer comentar Bach no Skid Row: 'é como falar da ex de 20 anos atrás' Reviewed by Igor Miranda on terça-feira, fevereiro 27, 2018 Rating: 5