Autópsia de Prince relata taxa "altíssima" de opioide em seu corpo


Morto em 2016, o músico Prince continha uma concentração "altíssima" do opioide fentanyl em seu corpo, conforme indica sua autópsia. Ele faleceu, aos 57 anos, vítima de uma overdose acidental do medicamento em questão.

A informação sobre a autópsia foi divulgada pela Associated Press. O relatório afirma que havia 67,8 microgramas de fentanyl por litro de sangue no corpo de Prince. Casos fatais já foram constatados com concentrações de 3 a 58 microgramas por litro.

Vício em remédios é 'uma doença cruel', diz Flea, do Red Hot Chili Peppers

Além disso, Prince tinha, em seu fígado, 450 microgramas por quilo de fentanyl. Casos de overdose já foram registrados a partir de 69 microgramas por quilo.

Considerado 50 vezes mais forte do que a heroína, o medicamento fentanyl não tem, exatamente, uma dose "letal". O corpo da pessoa que o consome pode criar tolerância após algum tempo - e são esses casos em que a overdose se torna um risco ainda mais concreto.
Autópsia de Prince relata taxa "altíssima" de opioide em seu corpo Autópsia de Prince relata taxa "altíssima" de opioide em seu corpo Reviewed by Igor Miranda on quarta-feira, março 28, 2018 Rating: 5