terça-feira, 22 de maio de 2018

'Slayer, Anthrax e Megadeth não são do tamanho do Metallica', diz vocalista do Exodus
terça-feira, maio 22, 2018


O vocalista Steve "Zetro" Souza, do Exodus, falou sobre o grupo de bandas classificado como o Big 4 do thrash metal - Metallica, Megadeth, Slayer e Anthrax - em entrevista ao podcast "Mosh Mag" (transcrição via Blabbermouth). O cantor disse que não se incomoda de sua banda, o Exodus, estar de fora do chamado Big 4 e afirmou, ainda, que só há um nome grande entre os quatro.

"Não considero o 'Big 4' como um Big 4. Considero um 'Big 1' e 'Os Outros Três'. Honestamente, na camiseta do 'Big 4', um deles está pulando um ponto. Se são o 'Big 4', não deveriam estar todos lá embaixo? Então, aquela banda é maior que as outras? Então, quão grande é o 'Big 4'?", afirmou Zetro, referindo-se ao Metallica.

Kerry King diz que rivalidade no Big 4 acabou - exceto para Dave Mustaine

O vocalista destacou, em seguida, que o Metallica consegue vender 90 mil ingressos para seus shows. "Amo todos até a morte, Slayer, Anthrax e Megadeth, mas eles não são do tamanho do Metallica. Nunca serão. Então, onde o nível para? É tipo o Metallica em uma fileira; as três outras bandas em outra; Exodus, Testament e Overkill; depois Death Angel... quantos níveis temos?", disse.

Por fim, Zetro disse que se sente "sortudo" por poder tocar 33 anos após o primeiro disco do Exodus. "Quando você assistia à MTV em 1985, quantas bandas de outros estilos ainda estão lançando bons discos, que as pessoas queiram ouvir? Nenhuma, só as bandas de metal. 'Dystopia' (Megadeth) ganhou o Grammy, 'For All Kings' (Anthrax) é ótimo, Slayer não lança um disco ruim. Os últimos três do Testament são ouro. Death Angel, Overkil... ninguém lançou um disco cheio de fillers", afirmou.

* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.