'Mikkey Dee é um baterista comum', diz James Kottak, ex-Scorpions


Em uma publicação feita (e já removida) nas redes sociais, o baterista James Kottak fez um polêmico comentário sobre Mikkey Dee, que assume sua vaga no Scorpions desde 2016 e integrou o Motörhead de 1992 até a morte de Lemmy Kilmister, em 2015. Pelo Twitter e Facebook, Kottak disse que Dee é um "baterista comum" que está tocando suas partes na banda alemã.

- Mikkey Dee fala sobre 'desafio' de tocar com o Scorpions

"Você quer dizer Mikkey Dee. Ele é um baterista comum, que está tocando minhas partes como baterista para o Scorpions... sou o OG (sigla em inglês para 'original gangster') e continuarei sendo", afirmou James Kottak. A postagem já foi removida, mas o site Metal Sludge registrou um print do tuíte replicado no Facebook, que pode ser conferido abaixo.


James Kottak deixou de integrar o Scorpions em 2016 devido aos seus problemas com o alcoolismo. A gota d'água para a banda foi um incidente, em abril de 2014, onde Kottak foi preso em Dubai, Emirados Árabes Unidos, após insultar publicamente o islamismo.

Embora se classifique como o "original gangster" do Scorpions, James Kottak não é o baterista original da banda. Uma série de percussionistas passou pelo grupo até que, em 1977, Herman Rarebell se estabilizou na formação. O músico ficou até 1995, quando sua vaga foi assumida por Kottak.

Teoricamente, James Kottak toca diversas linhas de bateria criadas por Herman Rarebell, já que Kottak só participou dos discos de estúdio entre "Eye II Eye" (1999) e "Return To Forever" (2015).

* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.
'Mikkey Dee é um baterista comum', diz James Kottak, ex-Scorpions 'Mikkey Dee é um baterista comum', diz James Kottak, ex-Scorpions Reviewed by Igor Miranda on segunda-feira, maio 07, 2018 Rating: 5