sexta-feira, 22 de junho de 2018

O AC/DC deve seguir com Axl Rose? Ex-baixista Mark Evans comenta
sexta-feira, junho 22, 2018


O AC/DC deve continuar com Axl Rose nos vocais, substituindo Brian Johnson, e com outro baixista que não seja Cliff Williams, cuja aposentadoria foi anunciada ao fim da turnê de "Rock Or Bust"? Mark Evans, que tocou baixo na banda entre 1975 e 1977 e hoje integra o Rose Tattoo, falou sobre o assunto em entrevista ao Metal Rules.

Evans evitou polêmica e disse que a opinião dele é como a de qualquer outra pessoa. "Não estou em posição de dizer que está certo ou errado. Minha opinião é igual à de todo mundo. Meu ponto é: Angus (Young, guitarrista) é o cara que fez a coisa acontecer. Esteve lá o tempo todo, fez cada show. Ele é o cara que tem que continuar o que Malcolm (Young, já falecido guitarrista) e George (Young, produtor também falecido) fizeram. Acho que devemos respeitar a opinião dele, se ele continuar, assim como se não continuar. Pessoalmente, o que quer que ele faça, será fantástico para mim", afirmou.

- Leia: O triste fim e o legado de Malcolm Young, o arquiteto do AC/DC

Por outro lado, o baixista afirmou entender por que muitos fãs têm uma opinião forte a respeito do futuro do AC/DC. "Como a base de fãs do AC/DC é forte, algumas pessoas podem ter começado a seguir a banda desde o início, há 40 anos. São fãs emotivos e que sentem ter algum tipo de propriedade na banda, por serem fãs há tanto tempo. E é por isso que as pessoas são tão apaixonadas. Angus aprecia a paixão das pessoas. Mas você tem que pensar que todos têm opiniões diferentes", afirmou.

Por fim, Mark Evans afirmou confiar na decisão de Angus Young. "É uma banda de irmãos também. Então, é complexo. A decisão dele carrega muito peso. Qualquer que seja a decisão, você sabe o que eu digo? Bravo. Muito bem. Seja o que for", disse.

* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.