quinta-feira, 14 de junho de 2018

'Acho que o Judas Priest faz música pop', diz Tobias Forge, do Ghost
quinta-feira, junho 14, 2018


O vocalista do Ghost, Tobias Forge, falou, em entrevista à Heavy1 (transcrição via Blabbermouth), sobre a sua relação com a música em geral. Fã de canções "bem compostas" e que o faça "sentir coisas", Forge se declarou fã de Fleetwood Mac a Venom e pontuou que, para ele, o Judas Priest, faz música pop.

"Sou um grande fã do que a maioria das pessoas considera 'música bem escrita'. Gosto de música que me motiva, me faça sentir coisas e, mais do que frequentemente, música que se encaixa dentro de um certo padrão. Mas isso poderia ser qualquer coisa, desde Fleetwood Mac até Venom", disse Forge, inicialmente.

- Leia resenha: 'Prequelle' traz Ghost mais envolvente e experimental sem ser metálico

Em seguida, Tobias comentou sobre Judas Priest e Pink Floyd. "Sim, eu gosto de música que tenha uma espécie de padrão de dramaturgia, mas acho que música pop - eu acho que o Judas Priest escreve música pop. Eles têm uma sensibilidade muito pop em suas músicas. Pink Floyd também é cativante, mesmo que as músicas sejam bem mais longas", afirmou.

O vocalista, então, pontuou que a música funciona como o cinema, em certos aspectos. "Se você faz comparações com filmes, é fácil descartar a maioria dos filmes não-empolgantes como 'previsíveis' só por terem um enredo premeditado, em uma certa estrutura dramatúrgica. Mas eu garanto: se pegamos filmes considerados de 'alta cultura' por serem diferentes, eles também seguem a mesma estrutura dramatúrgica, porque há algo em nossa psique que se sente melhor absorvendo algo se é feito em um certo caminho", disse.

* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.