quarta-feira, 27 de junho de 2018

Música brasileira é 'maior que a bandidagem' no país, diz Kiko Loureiro
quarta-feira, junho 27, 2018


O guitarrista Kiko Loureiro falou, em entrevista à Rádio França Internacional (RFI - clique para ler na íntegra), sobre o Brasil e sua música como um todo. O músico, que conversou com o veículo antes de se apresentar no evento francês Hellfest, destacou que há muitos brasileiros por trás de grandes festivais em todo o mundo e opinou que as canções produzidas por aqui são muito maiores "que a bandidagem, a ladroagem ou as confusões políticas" locais.

- Leia entrevista que conduzi com Kiko Loureiro em 2015

Loureiro se descreveu como "um adorador fanático da música brasileira" e citou, ainda, sua apreciação por nomes como Baden Powell, Villa-Lobos, Lenine, Yamandu Costa e Hamilton de Holanda. O guitarrista também comentou que "o Brasil não é um país em que as pessoas querem tradicionalmente tocar rock; outros estilos são predominantes".

Durante o bate-papo, Kiko destacou, ainda, que as bandas de rock do Brasil fazem sucesso localmente devido a uma estratégia diferente de nomes escandinavos, por exemplo. "Como eles não têm uma cena local e falam uma língua pouco praticada no mundo, já formam os grupos pensando em uma carreira internacional, sempre com a comunicação em inglês", disse.

Assista, também, em vídeo.



* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.