sexta-feira, 8 de junho de 2018

Kurt Cobain pediu divórcio de Courtney Love, teria dito mãe dele
sexta-feira, junho 08, 2018


Kurt Cobain teria pedido divórcio de Courtney Love antes de cometer suicídio em 1994, aos 27 anos. De acordo com o site Alternative Nation, a informação está presente no processo que o ex-genro de Courtney, Isaiah Silva, moveu contra ela - e a afirmação é creditada a Wendy O'Connor, mãe de Kurt.

Isaiah Silva, que era casado com a única filha de Courtney Love com Kurt Cobain, Frances Bean Cobain, entrou com uma ação na justiça americana, no mês passado, acusando a antiga sogra de "entrar em uma conspiração com várias pessoas para invadir sua casa, espancá-lo, sequestrá-lo e tentar matá-lo para recuperar o lendário violão de Cobain". O instrumento em questão estava em posse de Isaiah desde a sua separação de Frances - recentemente, após acordo extrajudicial, ele ganhou posse do modelo Martin D-18E, usado por Kurt na gravação do "MTV Unplugged", do Nirvana.

- Courtney Love é processada por ex-genro sob acusação de tentar matá-lo

Para reforçar suas acusações contra Courtney Love, Isaiah Silva citou algumas informações que teriam sido reveladas a ele por Wendy O'Connor. Segundo Isaiah, Courtney fez ameaças à irmã de Kurt Cobain, Brianne, quando foram expressas suspeitas em relação à morte do músico. Ainda de acordo com as palavras de Silva, Wendy revelou que Kurt solicitou divórcio e que, após a morte dele, Courtney queimou os papeís com o pedido.

Veja, a seguir, a transcrição do que consta na ação judicial movida por Isaiah Silva.

"(A mãe de Kurt Cobain, Wendy) O'CONNOR disse a (Isaiah) SILVA e MARY (mãe de Isaiah Silva) que, logo após a morte de Kurt Cobain, ela e (Courtney) LOVE estavam conversando na cozinha da casa em Washington onde Kurt Cobain havia morrido, quando O'CONNOR começou a questionar os fatos em torno do suposto suicídio de seu filho. O'CONNOR disse que LOVE ficou irritada e ameaçou a filha de O'CONNOR, Brianne O'Connor, dizendo: 'cale a boca ou ela é a próxima'."

"O'CONNOR disse a SILVA e MARY que Kurt Cobain pediu o divórcio de LOVE pouco antes de sua morte e iniciou o processo para cortar LOVE de sua última vontade e testamento. No mesmo dia em que ameaçou O'CONNOR, LOVE jogou os papéis de divórcio de Kurt Cobain no fogo e declarou a O'CONNOR: 'tudo é meu'."

A informação ainda não foi confirmada por nenhuma das pessoas citadas. Vale destacar, ainda, que são afirmações de "segunda mão". Não houve, até hoje, nenhuma prova que pudesse relacionar Courtney Love à morte de Kurt Cobain - ela também nega, desde o ocorrido, que tenha qualquer envolvimento nessa situação.

A ação

Segundo a "People", Isaiah Silva acusa Courtney Love de "entrar em uma conspiração com várias pessoas para invadir sua casa, espancá-lo, sequestrá-lo e tentar matá-lo para recuperar o lendário violão de Cobain".

- Kurt Cobain queria sair do Nirvana, diz Courtney Love

O violão mencionado por Isaiah Silva é um modelo Martin D-18E de 1959, usado por Kurt Cobain na gravação do "MTV Unplugged", registro ao vivo do Nirvana. Silva está com o instrumento desde que se divorciou de Frances Bean Cobain, em 2016, mas só recentemente conseguiu, por meio de acordo extrajudicial, oficializar a posse dele.

De acordo com a acusação de Isaiah Silva, a conspiração de Courtney Love também é datada de 2016. Ele alega ter sido sequestrado, roubado, agredido e abusado sexualmente, no dia 3 de junho daquele ano, pelo ex-empresário de Britney Spears, Sam Lutfi, e outros dois homens. Além disso, ele diz que o trio tentou assassiná-lo. Tudo isso, segundo Silva, a mando de Love - que, ao lado de Frances Bean, também estaria recebendo drogas de Lufti.

* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.