sexta-feira, 13 de julho de 2018

Dave Grohl revela por que não ajudava a compor no Nirvana
sexta-feira, julho 13, 2018


Dave Grohl lidera o Foo Fighters desde o suicídio de Kurt Cobain, que levou ao fim a banda que ambos integravam até então, o Nirvana. E, diferente do que é no Foo Fighters, Grohl não compunha músicas para o Nirvana.

Em entrevista à CBS Sunday Morning (transcrição via Alternative Nation), Dave Grohl explicou por que não contribuía na composição das músicas do Nirvana. Ele alega que não queria causar tumulto interno na banda e brincou que bateristas costumam ser demitidos por levarem suas ideias aos grupos que integram.

- Ouça: Fã mostra como seria o 4° disco do Nirvana

"Quando gravei o que se tornou o primeiro disco do Foo Fighters, não achei que fosse um disco. Eu só queria tocar alguma coisa, mesmo que ninguém jamais ouvisse. Muito antes disso, eu estava gravando músicas por conta própria e nunca deixava ninguém ouvi-las, porque eu não achava que elas fossem boas", afirmou.

Grohl disse que não gostava da própria voz e não sentia que fosse bom compositor. "Eu estava em uma banda com um dos maiores compositores da nossa geração (Kurt Cobain). Eu realmente não queria causar transtorno. É a famosa piada: qual a última coisa que o baterista disse antes de ser expulso da banda? 'Ei pessoal, fiz algumas músicas que acho que devemos tocar'. Então, eu meio que guardei para mim mesmo", comentou.

A situação mudou depois que um amigo de Dave Grohl, de Seattle, ter enviado a um cartão a ele tempos após Kurt Cobain ter falecido: "Sei que você não sente isso agora, mas algum dia a música vai voltar e vai curar você". Pelo visto, adiantou.

* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.
Igor Miranda Jornalista natural de Uberlândia (MG). Apaixonado por rock há mais de uma década, começou a escrever sobre música desde 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Co-fundou e integrou o site Van do Halen até o ano de 2013 - apesar de ainda manter uma coluna, chamada "Cabeçote" e publicada sempre nas noites de segundas-feiras. Atualmente é redator-chefe da área editorial do site Cifras, afiliado ao R7. Trabalhou como repórter do jornal Correio de Uberlândia entre 2013 e 2016.