Holograma de Dio é 'desrespeitoso', diz ex-tecladista Claude Schnell


Claude Schnell, ex-tecladista do Dio, afirmou que o holograma do falecido vocalista Ronnie James Dio, feito pela viúva e empresária do cantor, Wendy Dio, é uma "farsa" e é algo "desrespeitoso" à memória dos fãs. A declaração foi feita em entrevista ao podcast "Ouch You're On My Hair" (transcrição via Blabbermouth).

"Para os fãs que gostam, bom para eles. Se faz alguém feliz, então é uma coisa boa. Eu, pessoalmente, acho que é uma farsa, não acho que seja algo que deveria ter sido feito. Claro, sou o primeiro a reconhecer que minha opinião não significa nada - quem se importa? Mas, pessoalmente, acho que não é algo sincero com relação à memória dele", afirmou o tecladista.

- Leia: A 'indústria Dio' e os reflexos no futuro do metal

Para Schnell, já seria suficiente saber quem foi e como era Ronnie James Dio em vida, além de desfrutar de suas músicas. "Ir em frente e usar a tecnologia para tentar... não é bem essa palavra, mas não há outra melhor: parece desrespeitoso à sua memória. E nem estou entrando no ponto de que alguns falam que é só para Wendy ganhar dinheiro. Não vou julgar o que outras pessoas fazem, mas apenas em princípio, não acho que seja certo. Mas sou eu, o que eu sei?", disse.

O tecladista descreveu a iniciativa como algo "brega", palavra que nunca se poderia usar para descrever Ronnie. "Ele sempre estava presente, sempre de coração aberto, com muita emoção, sempre em benefício de suas faculdades, engajado... ele era autêntico. Na melhor das circunstâncias, um holograma é uma versão vazia do que aquela pessoa foi. Se for Michael Jackson ou Elvis Presley, não importa, mas quando é alguém que mora no meu coração até hoje, apenas não consigo ver. Não consigo entender como Wendy possa estar bem com isso, mas isso é entre ela e seus valores. Para mim, é apenas uma farsa", afirmou.

Atualmente, o holograma de Ronnie James Dio está passando por algumas atualizações antes do retorno da turnê "Dio Returns". A imagem é acompanhada de Craig Goldy na guitarra, Simon Wright na bateria, Scott Warren nos teclados e Bjorn Englen no baixo. Os vocalistas Tim "Ripper" Owens e Oni Logan também seguem com o projeto.

* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.
Holograma de Dio é 'desrespeitoso', diz ex-tecladista Claude Schnell Holograma de Dio é 'desrespeitoso', diz ex-tecladista Claude Schnell Reviewed by Igor Miranda on terça-feira, julho 10, 2018 Rating: 5