Kiss não deve lançar músicas inéditas até seu fim, diz Paul Stanley


O Kiss não deve lançar nada inédito, seja música ou disco, até o fim de suas atividades, que serão encerradas após a conclusão da turnê "End Of The Road". A informação foi revelada por Paul Stanley, em entrevista ao canal de Miles Schuman no YouTube (transcrição via Blabbermouth).

"Acho que não (lançaremos nada). É uma época diferente. Eu poderia compor uma nova 'Let It Be' e as pessoas ainda pediriam para tocar 'Detroit Rock City'. E eu entendo, porque quando as músicas têm uma história com você, são como uma foto de uma época de sua vida e isso não é algo que possa ser substituído da noite para o dia", afirmou.

Stanley destacou que o Kiss lançou boas músicas em seus últimos discos, "Sonic Boom" (2009) e "Monster" (2012). "É interessante que eu acho 'Modern Day Delilah' ou 'Hell Or Hallelujah' tão boas quanto qualquer coisa que tenhamos feito no passado, mas entendo que as pessoas estejam mais ligadas às músicas mais antigas", disse.

O Starchild afirmou, ainda, que dá para saber quando as bandas clássicas estão tocando músicas novas em shows sem precisar ouvi-las: "é quando o público se senta", segundo ele. "É interessante que as pessoas pedem material novo, mas quando bandas clássicas lançam, as pessoas apenas toleram. Elas pedem, mas, ao mesmo tempo, não querem. Então, eu me questiono qual o objetivo disso. A menos que voltar ao estúdio com o Kiss seja algo gratificante para mim, acho que o que fizemos até agora é o suficiente para um legado", completou.
Kiss não deve lançar músicas inéditas até seu fim, diz Paul Stanley Kiss não deve lançar músicas inéditas até seu fim, diz Paul Stanley Reviewed by Igor Miranda on quinta-feira, outubro 11, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário