No RS, Roger Waters conclui turnê no Brasil sem menção a Bolsonaro


O músico Roger Waters concluiu, na última terça-feira (30), a passagem da turnê "Us + Them" pelo Brasil. A apresentação, oitava do músico no país neste mês, aconteceu no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

Diferente de outros shows realizados no Brasil, a apresentação em Porto Alegre não contou com qualquer menção, seja direta ou indireta, a Jair Bolsonaro, candidato eleito presidente no último domingo (28).

Bolsonaro foi apresentado no telão em uma lista de políticos considerados "neofascistas" durante o primeiro show de Roger Waters no Brasil, em São Paulo, no último dia 9. Após repercussão negativa, uma tarja com os dizeres "ponto de vista político censurado" passou a cobrir o nome do político. Já no show em Porto Alegre, a tarja seguiu na mesma posição, mas sem a frase sugerindo "censura".


A mensagem "Ele Não", por sua vez, já não vinha sendo exibida no telão - apareceu apenas no primeiro show, em São Paulo, e na apresentação em Curitiba, antes das eleições, no último sábado (27). Em porto Alegre, mais uma vez, os dizeres seguiram ausentes.

O que Roger Waters pensa quando dizem que ele não deve falar sobre política

Outro detalhe - musical, desta vez - relacionado ao show em Porto Alegre é que a música "Mother" foi cortada do repertório graças a uma forte chuva que caía sobre o estádio Beira-Rio. Apenas "Confortably Numb" foi tocada durante o bis, por "questões de segurança", segundo anunciou o próprio músico.

Por meio de uma publicação no Instagram, Roger Waters agradeceu ao público brasileiro e pediu que as pessoas "sejam gentis umas com as outras". Veja:



Uma publicação compartilhada por Roger Waters (@rogerwaters) em


A passagem de Roger Waters pelo Brasil tem gerado polêmica pela exposição de suas visões políticas. Além das críticas feitas no telão, o músico se posicionou em entrevistas, chegando a chamar Bolsonaro de "corrupto", "louco" e "insano".

A polêmica tem sido tão grande que a campanha de Bolsonaro moveu uma ação contra o candidato derrotado, Fernando Haddad (PT), acusando Roger Waters de promover "showmícios" em favor dele. Haddad e a produtra T4F Entretenimento foram solicitadas, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a apresentarem suas defesas para análise. Após essa etapa, será possível decidir se a investigação terá ou não sequência.

(Foto da matéria: Kate Izor / reprodução / Instagram)
No RS, Roger Waters conclui turnê no Brasil sem menção a Bolsonaro No RS, Roger Waters conclui turnê no Brasil sem menção a Bolsonaro Reviewed by Igor Miranda on quarta-feira, outubro 31, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário