Nem Slash sabe como a cartola não cai de sua cabeça nos shows


A cartola de Slash é uma de suas marcas registradas. O acessório fez com que a imagem do guitarrista do Guns N' Roses se tornasse ainda mais icônica e presente na memória do público.

Em entrevista ao Sunday Times, Slash falou um pouco sobre a sua cartola, que tem uma função que vai além do visual: também serve como recurso para "escondê-lo" do público enquanto está no palco. Além disso, o guitarrista contou que não sabe como o chapéu fica parado em sua cabeça durante o show inteiro - algo que já foi até alvo de brincadeiras na internet.

"Não sei como faço isso, mas a cartola sempre fica na minha cabeça", disse, ao ser questionado sobre como ele faz para manter o chapéu sempre em sua cabeça. "Vejo que isso se tornou algo muito reconhecível, mas não foi algo planejado", completou.

Slash revela se há chances de gravar algo em parceria com Dave Mustaine

"A cartola também se tornou algo em que eu posso me esconder por trás. Mesmo adorando me apresentar no palco, nunca fui bom em lidar com os olhares do público que está me assistindo", concluiu o guitarrista.

Slash revelou, durante o bate-papo, que a cartola surgiu como um item para "completar o seu visual de palco" em meados de 1985. "Estávamos tocando no Whisky A Go Go (West Hollywood) e fui ao Melrose Boulevard, em Los Angeles, onde vi essa cartola na vitrine de uma loja chamada Retail Slut. Achei legal, então levei. Em uma loja vintage ao lado, Leathers & Treasures, comprei um cinto que cortei e coloquei em torno da cartola. Virou o meu chapéu e usei naquele show pela primeira vez", afirmou.

O guitarrista, que voltou ao Guns N' Roses em 2016, retorna ao Brasil com sua banda solo, composta por Myles Kennedy & The Conspirators, para oito shows. Na América do Sul como um todo, serão 16 apresentações.
Nem Slash sabe como a cartola não cai de sua cabeça nos shows Nem Slash sabe como a cartola não cai de sua cabeça nos shows Reviewed by Igor Miranda on sexta-feira, novembro 30, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário