Guitarrista não quer que Rammstein se torne outro Kiss


Em entrevista ao Consequence of Sound, o guitarrista Richard Kruspe, do Rammstein, falou sobre o legado que gostaria de deixar com sua banda. Kruspe deseja que o grupo sela lembrado por suas músicas e não, segundo ele, pelo visual, como o Kiss.

O bate-papo começou com declarações do guitarrista a respeito do próximo álbum, que deve sair em abril de 2019. "Tudo no Rammstein leva uma eternidade, porque são seis pessoas, além de um engenheiro de som e um produtor. E todos temos opiniões. Está indo bem devagar, consome muito de nós e, às vezes, é frustrante", afirmou.

Apesar disso, Kruspe está otimista com o resultado obtido. "Acho que será um álbum com certo tipo de potencial ainda não conquistado pelo Rammstein. Uma das razões para voltar a gravar com o Rammstein é para equilibrar a popularidade da banda como uma atração ao vivo na música atual. Com o Rammstein, as pessoas tendem a falar dos fogos e das coisas de shows. Eu penso: não quero ser como outro Kiss, onde as pessoas falam da maquiagem e coisas do tipo, mas ninguém fala da música", pontuou.

Para Kruspe, o novo disco da banda deveria "se estabelecer melhor que qualquer outro disco antigo". "Eu meio que penso nisso quando ouço o novo álbum. É como o Rammstein em 3D, se eu puder resumir", afirmou.
Guitarrista não quer que Rammstein se torne outro Kiss Guitarrista não quer que Rammstein se torne outro Kiss Reviewed by Igor Miranda on quinta-feira, dezembro 20, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário