Entrei para o Judas Priest numa época horrível do metal, diz Tim Ripper Owens


Em entrevista a David Slavkovic, do Ultimate Guitar, o vocalista Tim "Ripper" Owens comentou sobre a sua passagem pelo Judas Priest, entre os anos de 1996 e 2003. O cantor reconheceu que o período em que esteve na banda, especialmente na metade da década de 90, foi "horrível" para o heavy metal como um todo.

"A banda precisava de Rob Halford. Assim como Blaze Bayley com o Iron Maiden, entrei para o Judas Priest em uma época horrível para o heavy metal: a metade da década de 90. Não era tão bom. Começou a se reerguer em 2000, mas era tarde demais para nós", disse, inicialmente.

- A subestimada fase Ripper do Judas Priest

"Ripper" reforçou que o Judas Priest precisava de Rob Halford e vice-versa. "Ele também precisava do Judas Priest. Ele pode ter uma carreira solo de muito sucesso, ainda pode fazer seu projeto, Halford, mas o dinheiro duplica com Judas Priest e Rob Halford. Eles precisavam uns dos outros", afirmou.

Para "Ripper" Owens, o Judas Priest poderia seguir com sucesso com ele nos vocais, mas o retorno de Halford foi uma "decisão inteligente". "As bandas precisam de suas formações originais e seus cantores originais. Outro exemplo: se K.K. (Downing, ex-guitarrista) voltasse para o Judas Priest... eu amo Richie (Faulkner, atual guitarrista), não quero que Richie vá a lugar algum, mas se eles recuperassem essa formação para uma grande turnê, provavelmente, ganhariam mais dinheiro também", disse.
Entrei para o Judas Priest numa época horrível do metal, diz Tim Ripper Owens Entrei para o Judas Priest numa época horrível do metal, diz Tim Ripper Owens Reviewed by Igor Miranda on terça-feira, janeiro 22, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário