Ensaios para turnê final do Kiss não eram tão intensos desde os anos 90


O baterista Eric Singer participou de uma recente sessão de perguntas e respostas, cujos destaques foram compilados pelo perfil @kissbandmusic no Instagram. O músico adiantou alguns detalhes sobre a preparação da banda para a sua turnê de despedida, "End Of The Road", que terá início em 31 de janeiro, na América do Norte.

Um dos detalhes mais curiosos compartilhados por Eric Singer faz menção à rotina de ensaios do Kiss para a turnê. De acordo com o baterista, a banda não praticava tanto desde a sua primeira entrada, no início da década de 1990. Na ocasião, ele ocupou a vaga de Eric Carr, falecido devido a um raro tipo de câncer no coração e pulmões.

Singer revelou, ainda, que usará um kit de bateria da Pearl, construído na década de 1970. A ideia é prestar uma homenagem ao que era o Kiss quando ele foi ao seu primeiro show da banda, entre os anos de 1973 e 1974.

O músico também contou que está procurando incorporar seu solo de bateria com as baquetas pegando fogo. O número costumava ser executado quando ele fazia parte da banda de Alice Cooper, bem como nas datas em que substituiu Peter Criss na primeira turnê de despedida do Kiss, no início da década passada.



Por fim, Eric Singer confirmou que o Kiss, realmente, não tem previsão sobre quando concluirá a turnê de despedida. Os chefes Paul Stanley e Gene Simmons falam em excursionar por três anos, até 2021.

Sobre a "End Of The Road"

A "End Of The Road" foi anunciada oficialmente pelo Kiss em setembro do ano passado, durante uma apresentação no talent show americano "America's Got Talent". "Essa será nossa última turnê. Será o maior e mais explosivo show que já fizemos. Pessoas que nos amam, venham nos ver. Se você nunca nos viu, essa é a hora. Será o show", disse Paul Stanley, em comunicado à imprensa.

De janeiro a abril, a turnê vai rodar pela América do Norte. Entre maio e julho, a rota é a Europa. Já em novembro e dezembro, o grupo excursiona pela Oceania.

Kiss pode lançar álbum e DVD ao vivo com show da turnê de despedida

O argentino Christian Acosta, que costuma ser boa fonte sobre turnês na América do Sul, afirmou, em publicação no Twitter, que o Kiss anunciará shows no continente em breve. Uma eventual tour sul-americana da banda, certamente, abrangeria o Brasil, por onde o grupo já passou por seis vezes - a última, em 2015, com a "40th Anniversary Tour".

Não é o primeiro "adeus"

Curiosamente, a "End Of The Road" não é a primeira turnê de despedida do Kiss. Em 2000, após duas turnês com a reunida formação original - composta por Paul Stanley, Gene Simmons Ace Frehley e Peter Criss -, a banda anunciou que encerraria suas atividades, mas, antes, realizariam a "Farewell Tour". A excursão rodou pela América do Norte em 2000.

O contrato do baterista Peter Criss se encerrava após o último show de 2000, mas foram marcadas datas em 2001, na Ásia e na Austrália. Não foi possível renovar com Criss, então, Eric Singer assumiu o posto para essas datas específicas.

Turnê de despedida do Kiss terá ex-integrantes? Paul Stanley responde

Em 2002, já sem Ace Frehley, mas com Peter Criss de volta, a banda anunciou que não se aposentaria. No ano seguinte, foi realizada a "World Domination Tour", com o guitarrista Tommy Thayer no posto de Ace Frehley.

O contrato de Peter Criss, novamente, não foi renovado e ele deixou o Kiss. Em 2004, o grupo voltou com Eric Singer, além de Tommy Thayer. Em entrevistas, os líderes e remanescentes, Paul Stanley e Gene Simmons, explicaram que não queriam encerrar a banda, apenas se "livrarem" de Ace Frehley e Criss.
Ensaios para turnê final do Kiss não eram tão intensos desde os anos 90 Ensaios para turnê final do Kiss não eram tão intensos desde os anos 90 Reviewed by Igor Miranda on quarta-feira, janeiro 23, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário