Roger Waters quer tocar The Wall, na íntegra, na fronteira dos EUA e México


O músico Roger Waters, do Pink Floyd, quer tocar o álbum "The Wall" (1979) em um show na fronteira dos Estados Unidos com o México. Em entrevista à agência France-Presse, Waters comentou que a performance seria realizada em protesto, contra o plano do presidente americano Donald Trump em construir um muro para separar os dois países.

"Antes que isso aconteça, será necessário promover um despertar contra essas políticas de extrema-direita. O esgoto é repleto de homens gananciosos e poderosos", afirmou Waters.

O que Roger Waters pensa quando dizem que ele não deve falar sobre política

Para o músico, o álbum "The Wall" ("O Muro", em tradução livre) tem grande relevância para os dias de hoje, "agora com o sr. Trump e toda a sua conversa de construir muros e criar toda a inimizade possível entre etnias e religiões". Crítico ferrenho do presidente americano, Waters destacou que o disco fala sobre como "construir muros" pode ser prejudicial não apenas em níveis pessoais, como, também, em perspectivas mais amplas.

Caso Roger Waters faça o show prometido, não será a primeira vez que ele toca as músicas de "The Wall" em referência a um evento político. Em julho de 1990, ele fez um show com o álbum na íntegra na Alemanha para celebrar a queda do muro de Berlim.
Roger Waters quer tocar The Wall, na íntegra, na fronteira dos EUA e México Roger Waters quer tocar The Wall, na íntegra, na fronteira dos EUA e México Reviewed by Igor Miranda on quinta-feira, janeiro 10, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário