Dee Snider achava que o Metallica não iria a lugar nenhum


O vocalista Dee Snider (ex-Twisted Sister) relembrou como o Metallica era nos primórdios. As afirmações foram feitas em entrevista ao Meltdown, transcrita pelo Blabbermouth.

Em 1984, Twisted Sister e Venom tiveram o Metallica como banda de abertura da turnê "Seven Dates of Hell". Naquela época, Dee Snider pensava que o quarteto de thrash metal não faria sucesso.

"Aqueles filhos da p*ta merecem cada dólar que ganharam. [...] Estávamos em turnê com o Metallica na Holanda. Enquanto eu assistia o show deles, falei para o meu baixista (Mark "The Animal" Mendoza): 'esses caras têm muito coração, mas não irão a lugar nenhum'. Sou muito honesto. Que c*zão eu era! Não quis ficar contra eles, só quis dizer que era pesado demais", afirmou.

O mérito do Metallica, segundo Snider, foi fazer com o público aceitasse o estilo de somo como era. "Eles fizeram as pessoas aceitarem o quão pesados eles eram. É a melhor coisa do Metallica", disse.

O cantor também defendeu a postura do Metallica no processo movido contra o Napster, há duas décadas. Na ocasião, a banda liderou uma ação movida por vários outros artistas contra a distribuição ilegal de músicas em arquivos mp3. No entanto, o grupo foi bastante criticado pelos fãs por agirem de forma supostamente gananciosa.

"Se você vai à feira e quer comprar morangos, você pode até provar um deles, mas se você gostou, você não rouba. Você paga por eles. Ter as prévias (samples) das músicas na internet é algo ótimo, te leva de volta à década de 1950, quando as pessoas podiam colocar um pouco do álbum para tocar em fones de ouvido. Você ouvia e decidia se compraria ou não. Acho que Lars (Ulrich, baterista) não explicou bem a posição dele, mas ele foi crucificado", afirmou Snider.
Dee Snider achava que o Metallica não iria a lugar nenhum Dee Snider achava que o Metallica não iria a lugar nenhum Reviewed by Igor Miranda on terça-feira, fevereiro 19, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário