Roger Waters pede que Maroon 5 faça protesto em show no Super Bowl


O músico Roger Waters, ex-Pink Floyd, pediu por meio das redes sociais que o Maroon 5 fique ajoelhado em protesto em algum momento do show que a banda fará no Super Bowl, a final do campeonato de futebol americano. O evento esportivo acontece, neste fim de semana, nos Estados Unidos. A apresentação do grupo, com participações de Travis Scott e Big Boi, será no intervalo da partida.

O pedido de Waters faz referência ao protesto feito pelo jogador de futebol americano Colin Kaepernick, no ano de 2016, quando ficou ajoelhado na lateral do campo durante a execução do hino nacional americano. Na ocasião, o atleta afirmou que sua ação foi motivada pela desigualdade e violência racial no país. Desde então, Kaepernick não conseguiu jogar mais nenhuma partida pela NFL, já que nenhum clube o contratou.

Roger Waters critica banda-tributo oficial de Pink Floyd por shows em Israel

Desde que o Maroon 5 foi anunciado como uma das atrações do show de intervalo do Super Bowl, um abaixo-assinado virtual pede para que a banda desista da apresentação em apoio a Kaepernick. Por essa razão, nomes como Rihanna e Jay-Z teriam se recusado a fazer a performance em anos anteriores.

Nas redes, o ex-Pink Floyd preferiu não pedir para que o Maroon 5 deixe de tocar, mas relembrou que repetiu o protesto de Kaepernick durante um show em Hartford, nos Estados Unidos, em 2017. "Fizemos isso em solidariedade ao gesto de protesto de Colin Kaepernick, contra o racismo endêmico e a força, frequentemente letal, usada pela polícia em todo o país. Era o terceiro domingo desde que Colin Kaepernick foi bloqueado da NFL. A mensagem foi clara: 'cale a boca, garoto!'. No próximo domingo, será o 36° domingo em que ele foi expulso de seu jogo nacional", disse Waters.

O músico afirmou que a atitude tomada pela NFL "não foi uma vitória, mas uma derrota". "Vocês negaram aos fãs o prazer e a honra de assistir um dos melhores quarterbacks. Vocês podem sentar em seus camarotes e fumar seus charutos dentro de suas caixas de vidro, mas a ação de vocês é uma cutucada nos olhos de tudo que há de decente na América. Colin Kaepernick é um herói americano. Se os EUA quiserem um futuro, são os Colin Kaepernicks que vão te levar até lá. Na verdade, o próprio Colin Kaepernick está te levando agora", pontuou.

O que Roger Waters pensa quando dizem que ele não deve falar sobre política

Em seguida, Roger Waters pediu que o Maroon 5 repita o gesto de Kaepernick. "Meus colegas Maroon 5, Travis Scott e Big Boi vão se apresentar durante o show de intervalo do Super Bowl. Eu os convido a ficarem de joelhos no palco, em solidariedade a Colin Kaepernick, em prol de cada garoto morto nas ruas, a todas as mães, pais e irmãos. Minha mãe dizia: 'em qualquer situação, sempre há algo próximo do correto a se fazer - apenas faça'. Então, irmãos, vocês têm uma escolha. Não estou dizendo que será fácil: todos os homens do presidente ficarão irritados, mas f*dam-se eles: peço a vocês porque é a coisa certa a se fazer e você sabe disso", afirmou.

Assista:

Roger Waters pede que Maroon 5 faça protesto em show no Super Bowl Roger Waters pede que Maroon 5 faça protesto em show no Super Bowl Reviewed by Igor Miranda on sexta-feira, fevereiro 01, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário