Fã de rock reclama que o estilo morreu, mas critica o Greta Van Fleet, diz baixista


O baixista do Greta Van Fleet, Sam Kiszka, falou sobre a atual situação do rock e das críticas à sua banda em entrevista ao Miami New Times. O músico destacou que seu grupo, um dos grandes - e poucos - destaques comerciais recentes do gênero musical em questão, é alvo de comentários negativos feitos pelas mesmas pessoas que reclamam de uma suposta "morte" do estilo.

Inicialmente, Sam Kiszka reconheceu que "para cada movimento em grande escala, há uma força oposta", em menção a bandas de rock que estão mantendo o estilo vivo, mesmo sob descrédito da indústria fonográfica. O baixista destacou, ainda, que "não estaria certo se fosse fácil demais" trazer o gênero de volta para o mainstream.

Em seguida, o músico comentou: "As pessoas reclamam que o rock está morto, daí, criticam a gente. Será que ficam negativos com relação a um ressurgimento do rock? O rock n' roll sempre esteve no underground. Muitas pessoas preferem que continue assim".

Apesar de saber das opiniões de parte do público a respeito do Greta Van Fleet, Sam Kiszka disse não se importar com os comentários negativos. "Preferimos nos distanciar do que as pessoas acham da gente. Se você se envolve demais com isso, acaba tentando agradar demais as pessoas. É por isso que a indústria musical dos dias de hoje é tão chata", afirmou.
Fã de rock reclama que o estilo morreu, mas critica o Greta Van Fleet, diz baixista Fã de rock reclama que o estilo morreu, mas critica o Greta Van Fleet, diz baixista Reviewed by Igor Miranda on domingo, maio 05, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário