Vendas de discos de vinil devem superar as de CDs pela 1ª vez em 33 anos


Um relatório divulgado pela Recording Industry Association of America's (RIAA), que faz o levantamento do comércio fonográfico nos Estados Unidos, aponta que a arrecadação com venda de discos de vinil pode superar a de CDs em 2019. Trata-se da primeira ocasião em 33 anos - desde 1986 - em que a marca seria batida pelos LPs.

Segundo o levantamento da RIAA, as vendas de discos de vinil geraram arrecadação de US$ 224,1 milhões (R$ 913,2 milhões) em 8,6 milhões de unidades, na primeira metade de 2019. O número está próximo, mas ainda não supera os US$ 247,9 milhões (R$ 1,01 bilhão) das 18,6 milhões de unidades de CDs comercializadas no mesmo período.

O diferencial está no crescimento: as revendas de discos de vinil cresceram 12,8% no segundo semestre de 2018 e 12,9% nos 6 primeiros meses de 2019. Já a comercialização de CDs segue estável, sem crescimento.

Caso a tendência seja mantida, os LPs vão render mais dinheiro do que CDs. Em unidades, os discos de vinil são menos vendidos, mas como os produtos são mais caros, a arrecadação é diferenciada.

O streaming, por sua vez, segue dominando o mercado musical, com 62% das revendas, enquanto que os LPs representaram apenas 4% do total.

É importante reforçar que todos os dados acima dizem respeito ao contexto dos Estados Unidos. Contudo, a tendência pode ser a mesma em outros países, já que os EUA são o principal mercado fonográfico do mundo.
Vendas de discos de vinil devem superar as de CDs pela 1ª vez em 33 anos Vendas de discos de vinil devem superar as de CDs pela 1ª vez em 33 anos Reviewed by Igor Miranda on quarta-feira, setembro 11, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário