Joey Kramer processa Aerosmith por exigir teste para deixá-lo voltar à banda


Uma das situações mais bizarras da história do rock se tornou pública na última terça-feira (21). O baterista Joey Kramer está processando seus colegas de Aerosmith, os acusando de não deixá-lo retornar à banda após passar por um problema físico que ele alega ter sido temporário.

Tudo começou após Joey Kramer se ausentar dos primeiros shows da temporada que o Aerosmith faria em um cassino de Las Vegas, nos Estados Unidos. O músico estava tratando lesões no ombro e no tornozelo, por isso, foi substituído temporariamente por John Douglas para a primeira sequência de apresentações, que aconteceram em abril de 2019.

Joey Kramer alega, em documentos enviados à Justiça, que estava à disposição para tocar nos shows marcados para junho e julho. Porém, ele afirma que foi impedido de retomar suas funções devido a uma "nova política" da banda, que teria imposto um teste para ver se ele "conseguiria tocar em um nível apropriado".

- Leia: O melhor e o pior disco do Aerosmith, segundo Steven Tyler e Joe Perry

O baterista declara que seus colegas de Aerosmith pediram que ele passasse por uma série de ensaios, com metrônomo acionado, como teste. Tudo seria gravado para que eles ouvissem e decidissem se Joey Kramer poderia voltar.

Neste ínterim, Kramer ficou a cargo dos custos do baterista substituto, pagando US$ 20 mil por semana para shows e US$ 10 mil por semana para ensaios. Ele só teria aceito fazer o teste no início deste mês de janeiro, mas os colegas de Aerosmith o reprovaram por "estar sem energia".

Desta forma, o baterista entrou na justiça contra seus colegas de banda. Ele deseja ser reintegrado ao Aerosmith com urgência, para evitar "danos irreparáveis" contra ele. O grupo está com apresentações marcadas para esta semana, na cerimônia do Grammy 2020 e na homenagem promovida pelo MusiCares.

A explicação de Joey Kramer

Em nota enviada para a imprensa, Joey Kramer confirmou ter movido a ação e disse que "não se trata de dinheiro". "Estou sendo privado da oportunidade de ser reconhecido junto com meus colegas por nossas contribuições coletivas e duradouras para a indústria da música. Nem o prêmio 'Pessoa do Ano' do MusiCares nem o prêmio 'Lifetime Achievement' do Grammy poderão ser repetidos", afirmou ele, destacando homenagens recentes ao grupo - que ele não participou.

- Leia: Steven Tyler, um dos grandes rockstars da história

O músico disse que o fato de pedirem para que ele fizesse um teste para seu próprio trabalho, tendo que demonstrar que toca em "um nível apropriado" e melhor do que seu substituto temporário, foi algo "ofensivo" e "perturbador". "Outros membros da banda e seus advogados provavelmente tentarão menosprezar minha habilidade e dizer que não consigo tocar bateria agora. Está longe de ser verdade", declarou ele.

Integrante do Aerosmith desde a formação da banda, em 1970, Joey Kramer afirma ter feito tudo o que foi pedido a ele - gravou sua performance junto de um registro ao vivo recente da banda - e, mesmo assim, não foi aceito de volta. "Fiz tudo certo. Na história de 50 anos do Aerosmith, nenhum outro integrante foi submetido a esse escrutínio, nem foi convidado a fazer um teste para seu próprio trabalho", afirmou.

Por fim, o baterista pediu para que os fãs entendam que só está tentando voltar à banda que todos amam - o Aerosmith, com seus 5 membros originais. "A grande magia e o sucesso do Aerosmith acontecem quando todos os integrantes fundadores estão juntos. Ser removido de meu lugar de direito no palco para celebrar nosso sucesso - um sucesso que resume o trabalho da minha vida toda - é simplesmente errado", concluiu.

A versão do Aerosmith

O vocalista Steven Tyler, os guitarristas Joe Perry e Brad Whitford e o baixista Tom Hamilton se manifestaram em resposta às acusações de Joey Kramer com uma nota assinada em conjunto. Eles confirmaram a prática, mas declararam que Kramer não estava apto a voltar para o Aerosmith.

- Leia: Quando Steven Tyler, do Aerosmith, foi morto na HQ do Shadowman

"Joey Kramer é nosso irmão, seu bem-estar é de suma importância para nós. Porém, ele não estava capacitado, emocional e fisicamente, de se apresentar com a banda, conforme ele mesmo admitiu, nos últimos 6 meses. Sentimos sua falta e o motivamos a se juntar a nós para tocar em várias ocasiões, mas, aparentemente, ele não se sentiu pronto para fazer isso", afirmaram os músicos, inicialmente.

O quarteto completa: "Joey esperou até o último momento para aceitar nosso convite, quando, infelizmente, já estávamos sem tempo para os ensaios durante a semana da cerimônia do Grammy (onde o Aerosmith irá se apresentar). Estaríamos fazendo um desserviço a ele, a nós mesmos e aos nossos fãs o tendo no palco sem tempo para ensaiar".

A banda lamenta que Joey Kramer tenha movido a ação. "Dadas as suas decisões, ele está, infelizmente, impedido de se apresentar, mas, claro, o convidamos para estar conosco nas homenagens do Grammy e do MusiCares. Estamos unidos por muito mais do que nosso tempo no palco", pontua.

- Leia: Os vários instrumentos que Steven Tyler toca nos discos do Aerosmith
Joey Kramer processa Aerosmith por exigir teste para deixá-lo voltar à banda Joey Kramer processa Aerosmith por exigir teste para deixá-lo voltar à banda Reviewed by Igor Miranda on quarta-feira, janeiro 22, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário