5 revelações que Josh Klinghoffer fez sobre demissão do Red Hot Chili Peppers


O guitarrista Josh Klinghoffer fez uma série de revelações sobre sua demissão do Red Hot Chili Peppers em entrevista à Rolling Stone. Ele foi dispensado para dar lugar a John Frusciante, músico da formação clássica que ficou fora da banda na última década.

Os trechos a seguir trazem 5 detalhes curiosos a respeito da saída de Josh Klinghoffer do Red Hot Chili Peppers. Confira:

1) Rápida reunião, só Flea falou

Johs Klinghoffer revelou que foi demitido em uma rápida reunião, que durou entre 35 e 40 minutos. Ele pensou que os músicos iriam se juntar para discutir sobre o novo álbum - que já estava sendo composto -, porém, foi surpreendido ao descobrir o teor.

Volta de John Frusciante ao Red Hot Chili Peppers é tão boa quanto parece?

"Estavam todos sentados no jardim e Flea (baixista) parecia sombrio quando entrei. Ele foi direto e disse: 'decidimos chamar John de volta'. Fiquei em silêncio por um segundo e respondi: 'não estou surpreso - gostaria de ter feito mais para que isso se tornasse algo impossível, mas estou feliz por vocês'. Fiquei feliz por John e amo aqueles caras. Nunca me vi como merecendo estar ali no lugar dele", afirmou.



O guitarrista comentou que Flea foi quem mais falou durante a reunião. "Anthony (Kiedis, vocalista) falou pouco. Porém, vi nos olhos dele que foi uma decisão difícil. Anthony é uma pessoa muito sensível, solidária e paternal. Acho que tudo isso veio da conexão de Flea com John", disse.

O baterista Chad Smith parece ter sido quem mais sentiu pela dispensa. "Naturalmente, eu deveria ter saído logo, mas senti um peso porque era a última vez que estaríamos juntos, apenas nós quatro, e eu queria curtir aquilo por um minuto. A gente se abraçou e Chad me enviou mensagem antes mesmo de eu chegar em casa. Ele se chateou, pois Chad e eu somos muito amigos", afirmou.

2) Anúncio bizarro

A forma que os fãs foram avisados sobre a volta de John Frusciante - e a demissão de Josh Klinghoffer - foi, no mínimo, curiosa. A banda divulgou uma publicação no Instagram, em formato bem minimalista, para informar a mudança.

Nenhum comunicado oficial, via assessoria de imprensa ou site oficial, foi divulgado na ocasião. Apenas um post, breve, trazia o recado em fundo preto e letra branca, redigido do celular do Flea.



"Não tive a ver com a elaboração do anúncio. Claramente, foi Flea que escreveu. E parece como um anúncio de morte. Por um lado, me poupou de ter que contar para as pessoas, então, apenas cheguei em casa e fiquei respondendo às pessoas pelo celular, com uma xícara de café, durante três horas, sem parar. Sentia como morte, mas quantas vezes você abandona uma 'morte' e segue a vida?", comentou Josh.

3) Jantar após demissão

Depois de cinco dias da demissão, Josh Klinghoffer se encontrou com Flea para um jantar. "Foi muito legal. Nunca acontece isso quando alguém sai da banda em circunstâncias definidas, sempre é algo trágico ou traumático. Demitir alguém que eles gostam e com quem se preocupam foi algo difícil para eles", afirmou.

- Leia também: Trabalhar com John Frusciante era "difícil", diz técnico

Ele completou: "Seria mais fácil para eles se eu começasse a gritar e distribuir socos após a demissão ser revelada. Há um tom de tristeza e o post no Instagram foi sombrio, algo meio que com dois sentidos. Tipo: estamos felizes por ter John de volta, mas gostamos de estar perto desse cara por 10 anos".

4) Novo álbum e referência a 'The Uplift Mofo Party Plan'

A grande decepção de Josh Klinghoffer ao ser demitido do Red Hot Chili Peppers neste momento foi o fato de várias músicas compostas por ele nunca terem a chance de serem lançadas. A banda estava trabalhando em um álbum de estúdio, com a etapa de criação ainda em desenvolvimento. Foi confirmado, após a volta de John Frusciante, que os planos para um novo disco continuam - só que com o "velho novo" guitarrista.



"Sempre quis a sonoridade crua e enérgica do Chili Peppers. Parte de mim queria uma sonoridade como a de 1986, talvez com duas ou três baladas no disco, mas eu sempre estava tentando fazer com que a banda soasse como na turnê de 'The Uplift Mofo Party Plan' (1987). É o meu grande arrependimento, pois parece que os discos que fizemos durante minha passagem são apenas de minha responsabilidade... não sei, de fato, o quanto eu tive a ver com tudo isso", disse Josh.

5) Josh não gosta dos 2 álbuns que fez com o Red Hot

Josh Klinghoffer foi bastante sincero ao declarar que não é tão fã dos dois álbuns que gravou com o Red Hot Chili Peppers: "I'm With You" (2011) e "The Getaway" (2016). O guitarrista explica, ainda, que teve composições rejeitadas e não se enxergou em uma boa situação ao trabalhar com Rick Rubin, produtor do primeiro álbum a contar com ele na formação.

- Leia também: A complicada 1ª saída de John Frusciante do Red Hot Chili Peppers

"Não gosto muito dos dois álbuns que gravei. Gosto das músicas e acho que fizemos coisas legais, mas eu sou muito chato. Rick Rubin foi o produtor de 'I'm With You' e eu não queria trabalhar com ele da segunda vez, porque os outros já tinham uma relação com ele e eu acabo sendo o cara 'estranho' e 'externo'", afirmou Klinghoffer, inicialmente, ao falar sobre Rubin, notável por produzir tudo da banda desde "Blood Sugar Sex Magik" (1991) até "I'm With You".



O músico destacou que era complicado ser o "novato" em meio a relações construídas há 25 anos. "Eles vão ouvir o amigo produtor que colaborou com o sucesso deles por anos. Não é algo ruim. Faz sentido. Porém, tento ser um artista em um ambiente nas condições que me foram oferecidas. Tenho muitas músicas compostas e uma pilha de ideias que ninguém vai ouvir, porque vai levar tempo demais para chegar a isso", disse.

Os empecilhos de "I'm With You" não mudaram muito em "The Getaway", mesmo com um produtor diferente - Brian Burton, o Danger Mouse. "Brian é meu grande amigo, é fantástico, mas esse disco explorou o campo onde ele já produz e Flea (baixista) é o cara que começou a banda. Quem sou eu nessa triangulação. Nunca foi fácil lutar pelo que eu queria naquele disco, então, acabou se tornando um monte de músicas que eu gostava, porém, sem estar feliz com a sonoridade. Fiquei ansioso por poder tentar mais uma vez", afirmou o guitarrista, mencionando que o Red Hot Chili Peppers começava a projetar um novo álbum quando a volta de John Frusciante foi confirmada.



- Leia também: Sim, a guitarra de John Frusciante em 'Scar Tissue' está desafinada
5 revelações que Josh Klinghoffer fez sobre demissão do Red Hot Chili Peppers 5 revelações que Josh Klinghoffer fez sobre demissão do Red Hot Chili Peppers Reviewed by Igor Miranda on segunda-feira, fevereiro 03, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário