Por que o final de Message in a Bottle, do The Police, irrita Stewart Copeland


O The Police conseguiu, logo de cara, fazer sucesso. O primeiro álbum, 'Outlandos d'Amour' (1978), traz canções como 'Roxanne' e 'Can't Stand Losing You', que emplacaram no Reino Unido. Porém, a banda atingiu outro patamar com o disco 'Reggatta de Blanc' (1979) e seu carro-chefe, a música 'Message in a Bottle'.

Lançada como single em setembro de 1979, a canção foi a primeira do Police a atingir o primeiro lugar das paradas do Reino Unido, além de chegar ao topo na Irlanda e na Espanha, bem como no segundo lugar no Canadá. A 74ª colocação nos Estados Unidos parecia modesta, mas era o começo de um caminho de êxitos no principal país do mercado fonográfico.

- Veja também: 10 clipes dos anos 80 remasterizados em 4K para se afogar na nostalgia

Apesar de ser adorada pelos fãs de The Police, 'Message in a Bottle' tem uma passagem que deixa o baterista Stewart Copeland bastante insatisfeito. Em entrevista ao Ultimate Classic Rock, o músico contou que os segundos finais da faixa exageram nos overdubs - técnica criada pelo guitarrista Les Paul (isso mesmo, o que inventou a guitarra de mesmo nome) em que gravações adicionais são feitas em um material que já foi registrado.



"Se estou dirigindo meu carro e uma música do Police começa a tocar na rádio, eu ouço, não mudo a estação. Porém, há algumas coisas que eu gostaria de ter feito diferente", disse Copeland, inicialmente, antes de mencionar o hit.

O baterista comenta que ele e o vocalista e baixista Sting contavam, muitas vezes, com a opinião do guitarrista Andy Summers para tomar alguma decisão criativa. O motivo é que Copeland e Sting evitavam ficar se "exibindo" demais nos instrumentos enquanto estavam em estúdio. Summers, por sua vez, era adepto da ideia de "menos é mais" e ajudava a frear os colegas. Só que isso não aconteceu em 'Message in a Bottle'.

- Leia também: Como era gravar John Bonham em estúdio, do peso nos pés à afinação da bateria

"No fim de 'Message in a Bottle', há muitos overdubs de bateria. É uma grande música, aí, quando chega no final, eu até mudo para outra rádio porque eu estraguei aquela passagem. Onde estava Andy naquele momento? Ele era um bom filtro, pois quando exagerávamos, Andy dizia: 'opa, aí foi demais, menos é mais'. Geralmente, ele estava certo. Onde ele estava quando a gente precisou dele?", afirmou o músico.

Andy Summers elogiou Stewart Copeland em 'Message in a Bottle'

No livro 'The Police: L'Historia Bandidio' (1981), Andy Summers diz, curiosamente, que 'Message in a Bottle' traz a melhor performance de Stewart Copeland na bateria. O guitarrista comenta, ainda, que o instrumento acumula overdubs de seis partes diferentes.

Na obra, Summers contou a história da composição, que é assinada por Sting. "O riff da música havia sido feito por Sting há algum tempo, porém, originalmente, havia outra música. Ele ficou brincando com aquele riff durante nossa primeira turnê. Depois de um tempo, enfim, ele rearranjou e concluiu a canção", disse.

Por que o final de Message in a Bottle, do The Police, irrita Stewart Copeland Por que o final de Message in a Bottle, do The Police, irrita Stewart Copeland Reviewed by Igor Miranda on terça-feira, maio 26, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário