O dia de folga que fez Steve Howe gravar violão em Innuendo, do Queen


Participações de outros músicos em discos do Queen são relativamente raras. Steve Howe, lendário guitarrista do Yes e Asia, foi um dos poucos a quebrar essa escrita - e de forma histórica, ao gravar um solo de violão clássico, na pegada flamenco, para a música 'Innuendo', que intitula o último álbum da carreira da banda antes da morte do vocalista Freddie Mercury.

'Innuendo', o álbum, foi lançado em 4 de fevereiro de 1991. Soou como uma despedida de Freddie, que faleceu meses depois, em 24 de novembro, aos 45 anos, em decorrência de complicações causadas pela Aids.

- Leia também: As agonizantes últimas horas de Freddie Mercury

A faixa-título é uma das mais emblemáticas do disco e de toda a carreira do Queen. Com seus imponentes 6 minutos e meio de duração, a música tem uma veia experimental e vai de um hard rock vigoroso a uma passagem instrumental acústica, onde o violão de Howe é o destaque.



Em recente entrevista à 'Rolling Stone', Steve Howe conta que participou da música por acaso. "Estava pela Suíça na época, fazendo algumas gravações. Tirei alguns dias de folga e fui para Montreux, por causa das lembranças que 'Going for the One' (álbum do Yes) me trazia, pois foi feito lá. Estava em um restaurante quando um cara me chamou pelo nome. Era um cara da equipe do Queen que trabalhava para o Yes no passado", contou o guitarrista, inicialmente.

- Leia também: Como o pai de Sharon Osbourne salvou a conta bancária do Queen nos anos 70

O funcionário em questão perguntou se poderia chamar os caras do Queen para cumprimentar Steve Howe. O guitarrista, claro, concordou. "Terminei meu almoço, conversei com eles até que me convidaram para tocar no disco. Topei, pois tinha muito tempo disponível. Eles me mostraram todas as músicas e guardaram 'Innuendo' por último. Quando terminaram, perguntaram se eu poderia adicionar algumas guitarras e eu falei que não imaginava que precisaria de mais, já que havia ótimas gravações ali. Eles insistiram, pois queriam algo mais, e eu tentei", disse.

Innuendo: do acaso ao improviso de Steve Howe


No estúdio de gravação, o Queen dispunha de um violão Gibson Chet Akins, com cordas de nylon, que o guitarrista Brian May também havia usado para gravar a música 'Innuendo'. "Durante algumas horas, no fim da tarde, fizemos alguns takes, depois um intervalo, aí retomamos. Aquilo foi o resultado de um improviso. Era o que eles queriam, pois não pediram nenhum tipo de estrutura. Apenas diziam: 'toque alguma coisa'. E isso é algo que eu sempre consegui fazer, graças a Deus", afirmou.

- Leia também: Por que John Deacon, do Queen, está sumido há tanto tempo

Steve Howe comentou que os músicos do Queen foram muito legais com ele na ocasião. "Eles me mandaram uma carta agradecendo pela gravação e me creditaram por ela. Foi isso. Foi muito legal conhecer os caras antes de perdermos Freddie. Particularmente Roger (Taylor, baterista), Brian e Freddie foram muito gentis. Era uma banda de verdade, muito entrosada, concordavam em tudo. Eram muito parecidos. Era algo belo de se ver", disse.



A música 'Innuendo' foi uma das primeiras composições para o álbum. A composição surgiu de uma jam feita por Brian May, Roger Taylor e o baixista John Deacon ainda em 1989. Freddie Mercury não estava na sala no momento, mas ouviu os colegas tocando a melodia e transformou aquilo em uma canção.

A letra foi criada por Roger Taylor, que não esconde a sua principal inspiração: 'Kashmir', do Led Zeppelin. Já a melodia parte acústica que traz o solo de Steve Howe foi composta por Freddie Mercury.

- Leia também: Live Aid arruinou a vida pessoal de seu criador, Bob Geldof

No fim das contas, a faixa não apenas deu o nome do disco como, também, tornou-se o primeiro single. Foi divulgada como compacto em janeiro de 1991, um mês antes do álbum chegar às prateleiras.



* Siga IgorMiranda.com.br no InstagramFacebook e Twitter.
O dia de folga que fez Steve Howe gravar violão em Innuendo, do Queen O dia de folga que fez Steve Howe gravar violão em Innuendo, do Queen Reviewed by Igor Miranda on terça-feira, julho 21, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário